(Fotos: Osvaldo da Costa Júnior)

 

Um motorista de Curitiba se revoltou ao descobrir que terá de arcar com uma multa que ele alega ser irregular. O comerciante Osvaldo da Costa Júnior relatou à Banda B nesta quinta-feira (27) que o documento diz que ele “parou sobre a faixa de pedestres na mudança de sinal luminoso” na esquina da Avenida Álvaro Botelho com a Rua Nicarágua, no bairro Bacacheri.

O problema, segundo ele, é que não há faixa nem semáforo no cruzamento. “A infração, que foi aplicada por um guarda municipal no dia 7 de junho deste ano, diz que eu parei ali durante a mudança de sinal. Só que a Avenida Álvaro Botelho é uma preferencial que não possui faixa nem semáforo”, disse Osvaldo em entrevista à Banda B.

A multa recebida pelo comerciante é considerada de natureza média, custa R$ 130,16 e o motorista perde quatro pontos na carteira. Sentindo-se injustiçado, o condutor recorreu da decisão na Superintendência de Trânsito (Setran) no mês de agosto, certo de que o engano seria resolvido.

Osvaldo foi surpreendido, no entanto, por uma notícia desagradável nesta quinta-feira. “Eu mandei fotos do local e expliquei tudo. Mas hoje chegou o resultado, dizendo que o meu processo foi negado e que eu realmente cometi a infração durante a mudança das luzes no semáforo, que não existe”, completou, revoltado.

O comerciante afirmou que, por enquanto, não vai desistir de reverter a penalidade. “Acho que vou entrar com outro recurso no Jari [Junta Administrativa de Recursos de Infrações], mas ainda não tenho certeza como faço agora, com os caras inventando problemas”, finalizou.

Resposta

Sobre o caso, a Banda B entrou em contato com a assessoria da prefeitura de Curitiba, que está em escala de plantão. À reportagem, a gestão informou, inicialmente,  que não seria possível atender a solicitação de resposta, devido ao recesso de fim de ano, já que os serviços administrativos só voltam a funcionar no dia 2 de janeiro. Porém, nesta sexta-feira (28), a assessoria enviou nota informando que a Setran vai rever o caso.

Segue a nota:

“Após o recesso, a superintendência de Trânsito vai rever o processo e se houver erro na decisão, a multa será arquivada“, informou.

Confira a multa abaixo:

(Foto: Arquivo pessoal)