Um motorista do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) flagrou, com o apoio de uma socorrista, dois ciclistas pegando ‘rabeira” em um biarticulado que trafegava na canaleta da Linha Verde, no bairro Fanny, em Curitiba. O flagrante foi feito na noite desta terça-feira (11).

No vídeo (assista abaixo), o motorista Emerson conversa com a socorrista e se diz impressionado com a irresponsabilidade dos jovens.

“Que perigo gente do céu! Se um filho meu faz isso..”, comenta a socorrista.

“A galera do SAMU presenciando a imprudência destes dois na Linha Verde, sentido Pinheirinho (…) o da direita fica empinando a bicicleta… que absurdo”, diz o motorista no vídeo.

Depois, em entrevista à Banda B, o motorista conta que a equipe estava a caminho de uma ocorrência, mas fez questão de mostrar a imprudência.

“O da direita empinou a bicicleta e quase bateu no meio-fio. Ainda fiquei meio longe para, caso ele caísse, não ocorresse uma tragédia. Eles não estão nem aí. Acho que a adrenalina, a falta de compromisso com a família, com os outros, tudo isso faz com que estes jovens cometam esta irresponsabilidade. A consequência disso só vão pensar depois, se ocorrer um acidente e ficarem numa cadeira de rodas por exemplo”, disse o motorista Emerson.

Flagrantes e morte

Flagrantes assim costumam ser feitos no trânsito de Curitiba.  Em 2018, um jovem morreu ao ser atropelado por um biarticulado da linha Centenário/Campo Comprido, no bairro Mossunguê. A vítima estava de bicicleta na canaleta e pegava uma “carona” ao lado da roda do ônibus no momento do acidente.

No mesmo ano, uma campanha de conscientização foi feita por motoristas de ônibus biarticulados contra a prática irregular de jovens ciclistas. Para os motoristas, o nível de preocupação para que não ocorra acidente acaba prejudicando o dia a dia no trabalho, que já exige bastante concentração.

Outro lado

A Banda B procurou o Sindicato das Empresas de Ônibus (Setransp), que enviou nota à reportagem:

O Sindicato das Empresas de Ônibus de Curitiba (Setransp) vê com perplexidade vídeos mostrando adolescentes de bicicleta pegando “carona” em biarticulados. Primeiro, porque esses jovens colocam inexplicavelmente a vida em risco. Depois, se acontece um acidente, o motorista vai responder um longo processo. Além disso, já houve de o motorista parar o ônibus para pedir o fim dessa prática e ser agredido por aqueles que ele tentava proteger. Por fim, esse ato inconsequente atrasa a operação e prejudica os passageiros do transporte coletivo.

No ano passado, as empresas de ônibus, cientes desse problema, instalaram uma chapa metálica debaixo do ônibus para impedir que os adolescentes engatassem o pé na traseira do veículo. No entanto, eles estão agindo de maneira ainda pior, segurando-se no rodado do ônibus e até na porta do tanque de combustível.

Quando recebe esse tipo de vídeo, o Setransp imediatamente repassa aos órgãos de segurança para que ações sejam tomadas a fim de acabar com essa infeliz “brincadeira”.

Relacionadas: