Três pessoas ficaram feridas em um acidente que ocorreu na noite desta sexta-feira (17), no bairro Água Verde, em Curitiba. De acordo com a Polícia Militar (PM), o motorista de um dos veículos admitiu que estava bêbado e fugiu da abordagem da equipe policial. Um motociclista ficou gravemente ferido, além de um casal que estava em outro carro atingido pelo veículo em fuga que furou o sinal vermelho.

O acidente aconteceu no cruzamento da Avenida Guilherme Pugsley (conhecida como via rápida – sentido centro) com a Avenida Água Verde, por volta das 22h50. O motorista de um veículo Duster estava em fuga, após não acatar a ordem de parar dada por uma equipe da PM em outro bairro. Foi quando ele avançou o sinal vermelho no cruzamento e atingiu o Peugeot, onde estava um casal, e uma motocicleta.

Veículo Peugeot foia tingido no cruzamento – Foto Colaboração Banda B

“Os policiais estavam em patrulhamento quando avistaram o veículo Duster com dois ocupantes. O motorista não acatou os sinais de abordagem com giroflex e sirene e se evadiu. Ele avançou várias preferenciais e semáforos fechados até colidir contra a moto e o Peugeot ao furar mais um sinal. Ao ser abordado, o motorista admitiu que estava bêbado e afirmou que fugiu por causa disso. Havia latas de bebidas alcoólicas dentro do carro”, disse o tenente Jesus, do 13º Batalhão da PM.

O veículo Duster seria da empresa da mãe do motorista causador do acidente. Informações levantadas no local são de que ele teria se envolvido em outra colisão momentos antes da abordagem e decidiu fugir.

Motociclista ficou gravemente ferido

O piloto da moto, de 29 anos,  foi levado em estado grave para o Hospital do Trabalhador. O casal do Peugeot também ficou ferido e foi para o mesmo hospital. Os dois rapazes de 23 anos que estavam na Duster não sofreram ferimentos e foram levados para a Delegacia de Delitos de Trânsito.

O teste do bafômetro do motorista que causou o acidente apontou o índice de 0,29 miligramas de álcool por litro de ar expelido. Na delegacia, o motorista assinou Termo Circunstanciado e foi liberado. Ele deve perder o direito de dirigir por um ano.