Sabe aquela pista de rali pesada mesmo, em que apenas os carros mais poderosos conseguem passar? Situação semelhante a essa acontece na Estrada do Taquarinha, no Distrito de Três Córregos, zona rural de Campo Largo, região metropolitana de Curitiba. Os moradores pedem uma solução para a administração municipal.

 

O pedreiro João Maria Gonçalves, de 74 anos, desabafou sobre as condições da estrada. “Um ônibus ficou encalhado e só trator para puxar. Estava muito triste a situação. O problema aqui é falta de manutenção das estradas. Veio a chuva e deu no que deu né. Agora melhorou, mas se chover de novo sabemos o que vai acontecer”, disse em entrevista à Banda B, na tarde desta terça-feira (8).

Os moradores sabem que é só a chuva vir de novo para o problema acontecer. Com isso, o ônibus que leva os trabalhadores tem desviado de rota. A trabalhadora Deni Lacerda comentou o incômodo da situação. “Tem que sair mais cedo, tem que se virar. Se o ônibus ficar atolado, o que vamos fazer?”, questionou.

Outro lado

Sobre o problema, a Prefeitura de Campo Largo enviou a seguinte nota:

A Prefeitura de Campo Largo informa sobre a problemática na região dos Batistas, no interior do município, e ressalta que a Secretaria de Viação e Obras de Campo Largo informou que este foi um caso pontual, visto as incessantes chuvas do último final de semana. As mesmas afetaram muitos municípios da RMC. Na sexta-feira (04/10) as equipes ensaibraram as estradas da região e com a chuva houve a dificluldade de tráfego.

As estradas rurais de Campo Largo passam por constante manutenção e a Prefeitura lamenta o ocorrido – por fatores climáticos. Destaca-se que muitos caminhões trafegam naquelas estradas com cargas pesadas para empresas de fora do município e não deixam qualquer contrapartida – impostos – para a cidade.

Reforçamos que as estradas estão ensaibradas e conservadas. O conflito foi decorrente das chuvas torrenciais.