Moradores da Vila Torres, no bairro Prado Velho, em Curitiba, estão desesperados pela falta de comida e de produtos de limpeza. Isso porque, além dos comércios fechados na região, os catadores não conseguem mais arrecadar recicláveis suficientes para conseguir dinheiro. Pensando em ajudar, o padre Joaquin Parron faz, desde quinta-feira, uma campanha de arrecadação de produtos essenciais.

(Foto: Reprodução)

 

“A Vila Torres por si só é um local que tem muitas necessidades o ano inteiro. Fazemos um trabalho na região e visitando as pessoas, desde a semana passada, a gente percebe uma dificuldade de conseguir o básico neste momento de pandemia do coronavírus. Por isso, estamos com dois contêineres para arrecadar alimentos e materiais de higiene”, descreveu à Banda B o padre Parron.

O presidente da Associação da Vila Torres, Ademilson de Campos, o Tanaca, está gerenciando a recepção desses produtos. Ele relatou o desespero dos moradores da região. “Os catadores não param de vir aqui, afirmando que não acham mais papel para vender. Tem gente que só tem fubá e sal dentro de casa. Os catadores são os que neste momento estão mais sofrendo”, relatou.

De acordo com o padre, todo cuidado para evitar a proliferação do vírus está sendo tomado. “Basta pegar um carro, entregar o produto, já que a pessoa está com máscara e luva. Então, é uma maneira das pessoas exercerem a solidariedade, que é muito forte entre os brasileiros”, disse.

Tanaca ainda deixou um apelo aos curitibanos. “Pelo amor de Deus, nos faça uma ajuda, porque estamos precisando muito. Não sei nem como agradecer quem puder fazer isso. A dificuldade neste momento é imensa”, concluiu, emocionado.

Saiba os pontos de doação de alimentos e produtos de higiene:

Rua Guabirutuba 770
Na Avenida Comendador Franco 1.034.
Região da Vila Torres.