Rua Cascavel, no bairro Alto Tarumã. Foto: Colaboração/Banda B

O morador de uma casa no bairro Alto Tarumã, em Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, foi preso em flagrante ao atear fogo na própria casa, na madrugada desta quinta-feira (3). Aldo da Silva, 48 anos, se irritou com cães da família e resolveu usar álcool de cozinha e fósforo para destruir a casa, onde estava a mãe e o filho dele, de 15 anos. Vizinhos ficaram apavorados e acionaram a Guarda Municipal e o Corpo de Bombeiros.

A casa fica na rua Cascavel e vizinhos notaram a movimentação estranha de Silva, pouco antes da meia-noite. De acordo com Ricardo Pereira, secretário de Governo de Pinhais, responsável pela Guarda Municipal, o homem chegou a dizer que não tinha problema caso algum familiar morresse no incêndio.

“Nossa central recebeu uma denúncia de que havia uma pessoa alterada estava ateando fogo na própria casa. Ele ateou fogo na casa da frente, mas na dos fundos estava a mãe dele e seu filho de 15 anos. Ele estava tão alterado que falou que não tinha problema se os familiares morressem”, detalhou à Banda B.

O Corpo de Bombeiros foi acionado e conseguiu conter as chamas, antes da destruição total das casa. Segundo informações no local, o morador teria ficado furioso com os cães da família. “Achamos estranho porque o início disso aconteceu porque o homem ficou bravo quando uns cães encontraram na casa dele. Disse que iria atear fogo e calmamente iniciou o trabalho para tomar fogo”, completou Pereira.

A Guarda Municipal de Pinhais deu voz de prisão ao morador e o encaminhou a Delegacia de Pinhais. “O trabalho da Guarda Municipal foi fundamental, já que houve pronto-atendimento e prisão desse suspeito”, finalizou o secretário de Governo.

A casa ficou parcialmente destruída e nenhuma residência vizinha foi atingida pelas chamas. Não há informações concretas se o morador estava sob efeito de algum tipo de entorpecentes.