Aulas no colégio acontece normalmente nesta sexta-feira (Foto: Street View)

 

Uma mensagem em um dos banheiros do Colégio Estadual Vereador Pedro Piekas, no Jardim dos Oliveiras, em Almirante Tamandaré, viralizou entre pais e alunos na noite desta quinta-feira (28). No texto feito no banheiro feminino da instituição, estava escrito a caneta a ameaça de um massacre em que as vítimas seriam os estudantes nesta sexta-feira (29). As aulas acontecem normalmente, mas com o apoio do Batalhão de Patrulha Escolar (BPec)

(Foto: Reprodução)

Segundo Marli Ribeiro, mãe de uma estudante de 14 anos, além da mensagem no banheiro foi criada durante a semana uma rede de Wi-Fi com a senha ‘Massacre no Piekas’. “Há uns três dia começou com essa história do Wi-Fi e ontem tiveram estas ameaças no banheiro. Hoje minha filha nem foi para a escola, porque está apavorada e eu preferi não insistir”, revelou.

De acordo com a mãe, inclusive algumas alunas foram citadas nominalmente nas mensagens. “Eu tentei acalmar ela, falando que pode ser um brincadeira, mas como saber? Dá medo, ainda mais depois do que aconteceu em Suzano (onde dois ex-alunos mataram oito inocentes em uma escola estadual e depois cometeram no suicídio). Nós não vamos pagar para ver”, afirmou.

Sobre as ameaças, a Secretaria de Educação enviou a seguinte nota:

A Secretaria da Educação do Paraná informa que a direção do estabelecimento de ensino mencionado, ao tomar conhecimento de uma possível ameaça, cumpriu todos os protocolos de segurança conforme o manual de Orientações Práticas de Segurança para Instituições de Ensino, acionando o Batalhão da Polícia Escolar Comunitária (BPEC), que se dirigiu ao colégio para prestar auxílio e orientação à comunidade escolar. A direção da escola e um representante da prefeitura do município, por se tratar de um espaço compartilhado com o poder municipal, também acionaram a Rede de Proteção para tomar as providências cabíveis.

As aulas acontecem normalmente nesta sexta-feira (29), e o BPEC acompanha as atividades do estabelecimento de ensino.

A Secretaria da Educação reforça a importância do diálogo e do acompanhamento, por parte dos pais, da rotina escolar de seus filhos.