(Fotos: Flávia Barros – Banda B)

 

Um menino de dois anos morreu após ser atropelado por um caminhão no bairro Fazendinha, em Curitiba, no fim da manhã deste sábado (19). A mãe dele, de 42, também foi atingida e sofreu ferimentos moderados. O caso aconteceu no cruzamento das ruas João Dembinski e Raul Pompéia.

Segundo o guarda municipal Vagner Bastos, que atendeu a ocorrência, a criança se soltou da mão da mãe e atravessou a via. “A mulher ainda tentou segurar o filho, mas foi atropelada junto. Ela teve lesões na cabeça e o menino foi encontrado inconsciente, em estado gravíssimo. Nós não sabemos se o rodado chegou a passar por cima do garoto ou não, mas ele possuía algumas marcas no abdômen que podem indicar que sim”, disse ele em entrevista à Banda B. A criança foi socorrida ao Hospital do Trabalhador, mas não resistiu aos ferimentos, e acabou morrendo.

Ainda de acordo com o guarda, o acidente foi uma fatalidade, já que o motorista do caminhão, de 46 anos, seguia na velocidade correta e não apresentava sinais de embriaguez. Além da GM, o Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTran) também foi acionado para realizar os procedimentos cabíveis.

Primeiros socorros

O morador Roberto Pereira, que é bombeiro civil, contou à reportagem que, assim que viu o garoto no chão, correu para prestar os primeiros socorros. “Eu estava saindo de casa e, quando cheguei perto do cruzamento, percebi que havia uma mulher ensanguentada e uma criança caída. Devido ao desespero de todo mundo, fui até lá e comecei a fazer manobras de reanimação no menino, que estava em parada cardiorrespiratória”.

De acordo com Roberto, a princípio ele não apresentava sinais de fratura exposta, mas de traumatismo craniano grave. “Quando iniciei os primeiros socorros, com a ajuda de mulheres que passavam por ali e disseram que eram enfermeiras, a criança voltou a si. Logo depois, ela precisou ser entubada”, comentou.

A mãe foi socorrida em estado moderado.