Um menino de 16 anos foi atropelado de bicicleta por um ligeirinho Inter 2, no bairro Capão Raso, em Curitiba. Ele estava na canaleta junto com outros amigos, quando foi atingido pelo coletivo. O estado de saúde dele é gravíssimo, já que bateu a cabeça violentamente contra o asfalto.

O acidente acontece na Avenida República Argentina, próximo ao Quartel do Exército, por volta das 7h30. O motorista do ligeirinho disse à Banda B que o menino olhava para trás e não viu o ônibus na canaleta. “Eu estava vindo do sentido Capão Raso, tinha um biarticulado parado no tubo, eu fui passar e esse menino saiu de trás, do nada. Não tive o que fazer, aqui é uma canaleta. Ele estava olhando para trás, provavelmente, para ver se tinha outro biarticulado, mas eu vinha de frente e ele demorou pra desviar. Infelizmente, não tive o que fazer. É a única cidade que permite isso, trabalhei em São Paulo e não se via uma pessoa na canaleta, aqui é muita gente de bicicleta, pedestre. Agora, é preciso torcer para que esse menino fique bem”, descreveu o motorista Marcos Garcia, bastante emocionado.

Um colega do menino confirmou a versão do motorista e disse que o amigo olhava para trás, pouco antes de ser atropelado. “A gente ia até o shopping e já ia voltar. Ele ficou olhando pra trás pra ver se vinha outro ônibus e não viu o Inter 2. Ele bateu a cabeça no asfalto, foi muito forte”, lamentou.

Para a Banda B, o tenente Adam do Bptran garantiu que a prática de pedalar em canaletas é bastante perigosa. “Os ciclistas podem até ter essa ilusão de que terão mais segurança na canaleta, mas é justamente o contrário porque isso é bem perigoso, é um risco alto”, finalizou.

Uma ambulância do Siate fez os primeiros atendimentos, antes de encaminhá-lo ao Hospital Cajuru. O estado de saúde dele é bastante grave.