A musiquinha animada de fundo e os dançarinos dos funerais carregando um caixão, tradicionais de Gana, na África, percorreram o Centro de Araucária, região metropolitana de Curitiba, para enfatizar a importância do isolamento social devido à pandemia de coronavírus.

O vídeo, cedido à Banda B pelo Portal Araucária no Ar, mostra o momento em que os artistas do Senhores Furtados Grupo de Teatro fazem a encenação do ‘Meme do Caixão’, enquanto centenas de pessoas aguardam nas filas de bancos na manhã desta terça-feira (5). (Assista ao vídeo da apresentação abaixo)

Segundo Jesper Furtado, diretor teatral e um dos responsáveis pela inciativa, a ideia foi conscientizar a população por esse meme que se tornou viral durante o coronavírus. “Como a gente sabe que tem muita gente na rua e algumas não estão sensibilizadas com o uso da máscara, a gente buscou pela intervenção artística passar essa mensagem e inclusive distribuir máscaras a quem não tinha”, explicou à Banda B.

De acordo com Furtado, a receptividade da população foi boa. “O pessoal se divertiu. Aquele momento tenso de fila de banco ficou mais descontraído, porque sabemos que as pessoas têm que estar ali. Nós também fizemos isso justamente para que se passe de forma mais leve por esse momento tão complicado”, salientou.

Furtado não deu detalhes sobre novas intervenções artísticas que o grupo de teatro poderá organizar.

Assista abaixo ao vídeo da passada do Meme do Caixão por Araucária:

 

Origem

Enquanto o mundo inteiro vem ficando em casa nestas últimas semanas por conta das medidas de quarentena aplicadas para conter a pandemia do coronavírus, um certo meme começou a ganhar uma enorme popularidade.

Sim, estamos falando do famigerado meme dos “carregadores de caixão”, que ao som de uma música eletrônica, dançam enquanto carregam um ataúde em uma cerimônia fúnebre após a apresentação de um vídeo com situação de “risco” (seja acidentes, quedas, falhas, etc.). Mas afinal de contas, de onde surgiu tudo isso?

Para explicar o vídeo, precisamos voltar para o ano de 2017: naquele ano, o canal BBC News foi a Gana fazer uma reportagem sobre uma nova tendência que estava surgindo nos funerais que aconteciam no país africano.

Criada pelo agente funerário Benjamin Aidoo, os “pallbearers” (como são conhecidos por lá os carregadores de caixão) surgiram com a ideia de tornar a solenidade mais festiva, algo como uma homenagem à vida plena que a pessoa teve, onde geralmente essas festividades são reservadas para as pessoas mais idosas.

Ao contrário do meme, onde é reproduzida música eletrônica, no evento original são tocadas músicas tradicionais africanas, com os convidados também dançando e se divertindo. Segundo a reportagem da BBC, graças a estes grandes eventos, centenas de jovens africanos acabaram ganhando uma oportunidade de trabalho.

Fonte Mundo Conectado.