Dia 22 de Dezembro de 2019. Essa é a data prevista para que inicie a circulação da mais antiga Maria Fumaça do Brasil, ligando, pela linha férrea, Morretes a Antonina, tornando-se a mais nova atração turística do Paraná. A informação foi confirmada à Banda B, na manhã desta segunda-feira (13), pelo presidente da Paraná Turismo, Jacob Mehl, que destacou os benefícios da iniciativa para a cidade litorânea.

Assad, um dos entusiastas da ideia, ao lado da Maria Fumaça (Foto: Divulgação)

 

“Antonina vem recebendo melhorias, com a criação de uma casa da cultura e também incentivando a população local. Estamos programando receber também um navio de turismo em Antonina. O que nós estamos fazendo não é para hoje ou amanhã, mas para os próximos meses e anos. O turismo ferroviário será importante na questão econômica e de desenvolvimento da cidade”, afirmou.

De acordo com Mehl, a linha será mais curta, o que a tornará até mais atrativa, pela simplicidade do passeio. “Estamos terminando a reforma da estação de Antonina e possivelmente construiremos uma em Morretes para ter esse trecho que é muito bacana, porque é curto e não é enjoativo. São de 14 a 16 km, em um trajeto que deve demorar de 40 minutos a uma hora. Passará por matas e campos”, disse o presidente.

Para garantir o funcionamento efetivo da estação, Mehl destaca que o espaço será mantido pela iniciativa privada. “É a iniciativa privada que deve fazer o turismo, com o estado dando as condições, como acontece em Foz do Iguaçu. Esperamos que a empresa que vá desenvolver consiga permanecer para sempre. Se o trem será disponível nos fins de semana e feriados, ainda iremos ver”, destacou, confirmando que estuda-se uma venda casada de ingressos para a linha Curitiba/Morretes e no futuro Morretes/Antonina. “Temos o ‘pode’ das duas empresas, a maria fumaça pronta e falta pouca coisa para se tornar realidade”, destacou.

‘Notícia do ano’

Entusiasta do turismo ferroviário, o CEO da Estrada de Ferro Morretes/Antonina, Márcio Assad, classificou a nova atração como a ‘notícia do ano’ para o turismo paranaense. “A estação está sendo revitalizada e preparada para isso. Antonina tem pratos típicos maravilhosos e cenários naturais lindos. No dia 22 de dezembro será colocada em funcionamento a mais antiga locomotiva a vapor do Brasil. Isso é uma realidade”, garantiu.

A Associação Brasileira de Preservação Ferroviária é uma entidade civil sem fins lucrativos de cunho histórico, cultural e educativo, que é reconhecida como OSCIP – Organização Social de Interesse Público.