Uma carreata a favor do presidente Jair Bolsonaro saiu de vários pontos de Curitiba até a Praça Nossa Senhora de Salete, no bairro Centro Cívico, em frente ao Palácio Iguaçu, na tarde desta quarta-feira (13). O grupo foi hostilizado por alguns moradores de Curitiba, que fizeram panelaço, gestos obscenos e uns, mais revoltados, chegaram a jogar ovos contra o grupo.

(Foto: Reprodução)

 

Cerca de 70 carros participaram da carreata. A ideia do grupo foi pressionar o governador Carlos Massa Ratinho Jr a liberar todo o comércio e serviço. “Ficar em casa para que? Queremos que os serviços sejam reabertos. Economia é vida! Fique em casa quem pode. Você de esquerda, que está aí batendo panela, estamos aqui por vocês”, disse uma manifestante no trio elétrico que passou pela capital.

Fábio Aguayo, presidente da ABRABAR (Associação Brasileira de Bares e Casas Noturnas), também participou do protesto e criticou a falta de “sincronia” entre as decisões do governo estadual e das gestões municipais. “Participamos da carreata para apoiar os associados da nossa categoria que não estão podendo funcionar, especialmente os complexos gastronômicos. A intenção é pedir para o governo do estado que sincronize medidas que estão sendo adotadas nas principais cidades do Paraná permitindo a volta dos serviços não essenciais”, explicou ele.

Aguayo ainda destacou que a carreata não foi composta apenas por manifestantes pró-Bolsonaro: “Estavam lá representantes de diversos segmentos”.

Equipes da Guarda Municipal acompanharam de longe a carreata. Muitos dos participantes estavam sem máscaras.

Carreata percorreu ruas do Centro (Reprodução)