O público que visita Quatro Barras, na região metropolitana de Curitiba, é bastante diversificado, embora a natureza seja o ponto central dos encontros. O mais conhecido, por conta dos morros e trilhas do Parque Estadual da Serra da Baitaca, é o turismo ecológico. Além dele, roteiros com passeios de aventura, religiosos, gastronômicos também fazem parte do pacote que o município oferece.

Município possui transição de duas regiões fitogeográficas – Floresta com Araucária para a Floresta Atlântica. Foto: Divulgação/Prefeitura de Quatro Barras

Contudo, entre as visitações, a mais curiosa em Quatro Barras talvez seja a chamada ‘Observação de Aves’, originalmente conhecida como birdwatching – atividade antiga, que começou na Inglaterra do século XVIII, e que possui milhões de adeptos no mundo todo.

O biólogo especialista em Conservação da Biodiversidade de Quatro Barras, Leverci Silveira Filho, explica que a localização privilegiada do município atrai especialistas de todo mundo. “Pessoas de todos os cantos do mundo vem para Quatro Barras para fazer essa observação. Temos uma transição de duas regiões fitogeográficas, que é a Floresta com Araucária para a Floresta Atlântica, dentro de um mesmo bioma que é a Mata Atlântica. Essa diversidade chamada ecótono, que é uma transição entre duas regiões, concentra tanto espécies de um lado quanto do outro, em uma mesma região. É muito rico e isso atrai um público muito seleto nessa área de ecossistemas. Eles trazem equipamentos de ponta, eles se hospedam no município, ficam na cidade”, explica o biológico, em entrevista ao Jornal Metropolitano, que vai ao ar por meio do AM 550 e FM 107.1 aos sábados às 23 horas e aos domingos a partir das 6 horas.

O biólogo especialista em Conservação da Biodiversidade, Leverci Silveira Filho, e a apresentadora do JM, Elizangela Jubanski. Foto: Banda B

O município da região metropolitana tem se tornado referência por abrigar hotspots de biodiversidade, uma área de relevância ecológica que possui vegetação diferenciada da restante e, consequentemente, abriga espécies endêmicas.

Hóspedes

Essas constantes visitas fizeram com que Quatro Barras precisasse de uma rede hoteleira consolidada. “Hoje, temos somados 700 leitos de hotéis e pousadas, é uma posição privilegiada dentro da região metropolitana, mesmo sendo um município pequeno com 24 mil habitantes, temos uma boa rede hoteleira. Aí o perfil é o mais variado, turismo de negócios para convenções no polo industrial que nós temos, religioso, enoturismo com os vinhos, ecológico, aventura e tantos outros”, esclarece Leverci.

Para Leverci, o desafio é fazer com que esses turistas passem cada vez mais tempo em Quatro Barras, fomentando a economia local. “Por isso temos investido em sinalização, que teve investimento recorde, temos trabalhado bastante com nossos empreendedores, afinal, são eles que recepcionam as pessoas. São diversos empreendimentos que temos em Quatro Barras e o desafio é esse – mostrar nossa identidade, a história, a nossa cultura”, conta o biólogo.

Infraestrutura

Os avanços no turismo têm relação direta com a infraestrutura que a gestão do município oferece. “Pavimentamos uma via muito importante que dá acesso ao Itupava e ao Anhangava, depois disso passamos a perceber a geração de novos negócios. Abriram lanchonetes, recursos de apoio ao turista”, revela Leverci ao Jornal Metropolitano.

Dados do Instituto Ambiental do Paraná (IAP) mostram que o Parque Estadual da Serra da Baitaca, Unidade de Conservação onde fica o Morro do Anhangava e parte do caminho do Itupava no Paraná, recebe dois mil visitantes por fim de semana.

Novidades

Para gerar demandas importantes para o município, que já é referência em turismo, Quatro Barras projeta novas atividades para abranger os serviços que oferece. “Agora estamos trabalhando em um programa para campismo, estamos atuando junto aos empreendedores, fomentando projetos e buscando linhas de crédito para que eles possam investir nas propriedades, tornando-as aptas para ter um camping diferenciado. Algumas já possuem, já inauguraram, outras estão na fase de implementação. Alguns deles para motor-home, também”, conta.

Também, dois novos receptivos turísticos estão sendo construídos para que os visitantes tenham maior acesso e informações – na Graciosa e no Complexo Itupava e Anhangava. Para esse ano, a Prefeitura de Quatro Barras já confirmou o 2º Festival Gastronômico Sabores da Serra, que teve ampla repercussão e bons resultados para os empreendedores do município.