Duas linhas de ligeirinho (São José/Boqueirão e Aeroporto/Boqueirão) e duas de integração (Terminal Afonso Pena/Terminal Boqueirão e Centro de São José dos Pinhais/Terminal Boqueirão) terão uma queda de até 15 minutos no trajeto, por meio de uma ação conjunta da Comec (Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba), URBS (Urbanização de Curitiba) e Prefeitura de São José dos Pinhais. Os coletivos passaram a usar, nesta segunda-feira (5), a canaleta de ônibus a partir do entroncamento da Avenida das Américas com a Rua União da Vitória, acessando em Curitiba a Av. Marechal Floriano Peixoto, até o Terminal Boqueirão.

Ônibus já utilizando a canaleta nesta segunda-feira (Foto: Reprodução)

 

A utilização da canaleta era uma promessa antiga, de obras não concluídas do PAC da Copa do Mundo de 2014, que previa a liberação de todo o trecho da canaleta da Av. das Américas até a Marechal. “Ali na região as obras estão suspensas há longos anos, porém há um trecho que ,com sinalização vertical/horizontal, já seria possível dar ao ônibus a opção de chegar mais rápido ao Terminal Boqueirão. Estudos técnicos para o uso da canaleta foram feitos e isso vai mudar para o usuário na questão do tempo dentro do coletivo”, explicou à Banda B o presidente da Comec, Gilson Santos.

Segundo o presidente da COMEC, o desafio agora é concluir as obras pendentes do PAC da Copa. “Agora, o desafio é finalizar a obra do PAC da Copa, na Marechal Floriano/Av. das Américas, para que todo o trecho da canaleta esteja liberado no sentido Curitiba. Esperamos o início das obras para o mês de agosto, ficando tudo pronto em um prazo de dez meses”, destacou.

Colônia Rio Grande

Outra demanda que deve ser concluída em breve pela Comec é importante para os moradores da Colônia Rio Grande, em São José dos Pinhais, que precisam pagar duas passagens para chegar até Curitiba. “Hoje, os moradores precisam acessar o terminal central de São José dos Pinhais e pegar outro ônibus, pagando duas passagens. Nós queremos melhorar esse atendimento, dando aos passageiros a possibilidade de pagar apenas uma passagem. Estamos fazendo ajustes importantes, relacionados a custos, mas estamos confiante que, nos próximos 30 dias, teremos uma resposta positiva sobre isso”, concluiu Gilson Santos.