Marcado pelas redes sociais, um festival de pipas é monitorado pela Polícia Militar em Piraquara, na região metropolitana de Curitiba. Com três mil pessoas confirmadas, o evento promete levar até 3 mil pessoas, o que tem preocupado autoridades de saúde na cidade. Em entrevista à Banda B nesta sexta-feira (1), o comandante das Rondas Ostensivas Táticas do Batalhão de Polícia de Guardas (BPGd), tenente João André Cardoso Ferreira, reforçou o pedido para que as pessoas evitem aglomerações.

Na semana passada, PM coibiu festival de pipas no Guarituba (Reprodução)

“Diante deste cenário, o BPGd orienta para que as pessoas evitem as aglomerações, tendo em vista o cenário atual da Covid-19. O objetivo é para que não criemos condições propícias para a propagação do vírus”, explicou.

No último fim de semana, a cidade já havia coibido um evento semelhante no bairro Guarituba. Desta vez, o evento está marcado para a Avenida Getúlio Vargas, no Centro.

O tenente Ferreira lembra que jovens muitas vezes ser assintomáticos e podem levar o coronavírus para pais e avós mais suscetíveis a quadros graves.  “A questão do jovem é muitas vezes de ir contra, de questionar. Até acho válido, mas estamos em um momento que é necessário seguir orientações das autoridades de saúde para evitar um contágio em escala muito grande. Os jovens podem comprometer o isolamento de familiares”, disse.

O Ministério Público do Paraná (MP-PR) também acompanha o evento.

Denúncias podem ser feitas pelo telefone 190.