Celestina tem listras pretas, igual a uma zebra. Foto: @CrimesColombo

 

A Celestina voltou para a casa e o Seu Zé passou a dormir tranquilo, depois de horas de agonia. A jumenta de estimação, que foi furtada de um terreno na rua Abel Scuissiato, esquina com a Estrada da Ribeira, em Colombo, na região metropolitana de Curitiba, foi encontrada no fim da tarde desta quarta-feira (23) em um pesque-pague. O dono da jumenta, José Gonçalves dos Santos, 76 anos, conhecido como Seu Zé, contou para a Banda B que ela tinha sido vendida por R$ 50. “Ela riu quando me viu, sabe? Falei ‘E aí Celestina?’, ela riu, o animal conhece a gente. Estava sem comer, hoje ela está feliz da vida, comendo tudo. Agradeço muito a ajuda de vocês”, comemora.

Seu Zé contou que, após a repercussão do sumiço de Celestina, passou a receber diversas informações sobre o caminho que o suspeito tomou, a pé, ao lado da jumenta. “Fui indo, pelo cheiro, né? O cara que pegou chegou a vender para o outro. Disseram que ela estava maltratada, que nada. Me viu, me reconheceu a minha Celestina”

A jumenta estava em um pesque-pague no bairro Jardim das Graças. Houve início de conflito com a negativa de devolvê-la, mas logo ambos entraram em um acordo e a Celestina voltou para a casa. “A gente fica preocupado, não sabe se estão cuidando dela ou não, se estava longe. Ainda bem que estava bem, estava perto”, finalizou.

Celestina 

A jumenta é conhecida por muita gente no bairro Maracanã. Ela tem listras de zebra e faz a alegria da criançada da região. Por ser diferente, Celestina também é o ganha-pão da família do Seu Zé. Na tarde de terça-feira (22), ela tinha sido furtada por um homem, enquanto pastava amarrada em um terreno próximo a um parquinho. O suspeito não foi encontrado.