Um investigador da Polícia Civil do Paraná (PCPR), de 43 anos, foi autuado pelo crime de tráfico de droga. Ele também é investigado pelo crime de peculato (abuso de bens públicos), na manhã desta quinta-feira (14). A ação ocorreu após a própria PCPR cumprir dois mandados apreensão em endereços relacionados ao investigador, em Fazenda Rio Grande, município da Região Metropolitana de Curitiba. A polícia calculou um prejuízo de aproximadamente R$ 55 mil aos cofres públicos através da prática.

A alegação da equipe é que o suspeito usou de de forma indevida o cartão destinado ao abastecimento de viatura, para fins pessoais. Uma das buscas aconteceu na residência do servidor, onde foram encontradas 120 gramas de maconha. A segunda busca foi realizada em um posto de combustíveis do município.

 

 

Conforme apurado pela polícia, o servidor registraria encher o tanque de viatura no referido posto de combustíveis, entretanto abastecia em quantidade inferior. Seria devolvida a ele a diferença em dinheiro.

O servidor está sendo investigado por crime de peculato. Se comprovada a participação de funcionários do posto na prática criminosa, estes poderão ser indiciados pelo mesmo crime.

Polícia Civil

A PCPR afirmou que as investigações continuam. Todo ato irregular cometido por servidores é investigado rigorosamente podendo ser punido criminal e administrativamente.