(Fotos: Daniela Sevieri – Banda B)

 

Um homem de aproximadamente 50 anos morreu afogado na ‘prainha’ do Passaúna, em Araucária, na região metropolitana de Curitiba, na tarde desta terça-feira (29). Segundo o Corpo de Bombeiros (CB), ele estava com outros dois rapazes mais novos, se banhando na represa, quando começou a ter dificuldades de se manter na superfície.

“Eles foram para a área mais funda e, no retorno, o homem sinalizou cansaço. Os colegas perceberam que ele afundava e voltava, até o momento em que desapareceu na água. Os rapazes tentaram salvar a vítima, mas não conseguiram localizá-la”, explicou o capitão Thomas, do 6º Grupamento do CB, em entrevista à Banda B.

Os bombeiros foram chamados e levaram cerca de uma hora para encontrar o homem. “Foram pelo menos 50 minutos de submersão. As manobras de reanimação foram realizadas, mas, infelizmente, pelo alto tempo decorrido, não foi possível reverter o quadro. Quando o retiramos da água, ele já estava com o corpo rígido, sem sinais vitais”, completou.

Alerta

De acordo com o capitão, mesmo com os alertas e os casos frequentes, o número de afogamentos em cavas e rios na Grande Curitiba continua alto. “Existem muitos pontos em que as pessoas se sentem seguras de entrar, mas quando dão o passo seguinte, não dá pé e elas entram em pânico, se desesperam e acabam se afogando”.

A orientação, reforçou o bombeiro, é não se banhar nessas águas de jeito nenhum. “Elas inclusive oferecem riscos para as nossas guarnições, porque tem pedras, tocos, galhos, que podem atrapalhar situações de resgate”, finalizou.

Outro caso

Outro caso de afogamento foi registrado na tarde de hoje, no Parque dos Peladeiros, em Curitiba. Uma mulher que aparentava ter entre 35 e 40 anos foi resgatada por socorristas e encaminhada ao hospital em estado grave.

O socorrista Fernando, que prestou atendimento à vítima, disse que ela foi retirada da água por moradores da região, com o apoio da Guarda Municipal. “Nós iniciamos as manobras e pedimos suporte do médico, que fez os procedimentos avançados. Nós estranhamos que ela estava de calça jeans. O que nos passaram no local é que ela teria ingerido bebida alcoólica e caído na água”.

Segundo ele, a mulher ficou entre 15 e 20 minutos submersa. “Foram 40 minutos de atendimento até ela ser levada ao hospital, em estado grave”, concluiu.