Um homem, com aproximadamente 50 anos, morreu após ter sido atropelado por um trem e ter a cabeça decapitada. O caso aconteceu na noite desta segunda-feira (5), no bairro Cachoeira, em Almirante Tamandaré, região metropolitana de Curitiba.

Foto: Daniela Sevieri/Banda B

Segundo o tenente Vaz, do 7º Grupamento do Corpo de Bombeiros, quando o socorro chegou no local já não havia o que ser feito para salvar a vida do homem. “Ele estava atravessando os trilhos e não se sabe como aconteceu, se ele teria tropeçado e caído ou prendido o pé”, disse em entrevista à Banda B.

Vaz ainda relatou que os maquinistas teriam tentado acionar os freios de emergência, porém o atropelamento aconteceu mesmo assim.

Sobre orientações para atravessar trilhos, o tenente ressaltou a importância de não atravessá-los quando a locomotiva estiver próxima, pois, de acordo com ele, o trem demora a frear totalmente.

Vídeo

Outros casos

No mês de setembro, a Banda B reportou pelo menos dois casos de atropelamento envolvendo locomotivas. No dia 9, um homem que andava sobre os trilhos morreu após ser atropelado. O acidente aconteceu no bairro Sítio Cercado, em Curitiba. O Corpo de Bombeiros chegou a ser acionado para socorrê-lo, mas ele morreu no local.

Quatro dias depois deste caso, uma mulher foi encaminhada ao hospital em estado gravíssimo depois de ser atropelada por um trem e ter uma parada cardiorrespiratória. A vítima, que não teria ouvido a buzina por estar usando fones de ouvido, teve de ser reanimada por cerca 30 minutos sobre a linha férrea.

No entanto, um dia após esse acidente que aconteceu no bairro Cajuru, a vítima acabou morrendo no hospital.