Agentes da Guarda Municipal flagraram, no início da tarde desta sexta-feira (1º), o corte irregular de árvores em uma chácara na Estrada do Ganchinho, no bairro Ganchinho, em Curitiba. Quatro homens foram encaminhados para a Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente e uma motosserra foi apreendida.

A Guarda Municipal chegou ao local após receber uma denúncia pelo 153 de corte em uma área atrás do Parque Lagoa Azul. No local, os quatro homens – o operador da motosserra, dois motoristas e o proprietário da chácara – foram flagrados no corte de árvores de espécies de reflorestamento como pínus e eucalipto sem a documentação necessária para o corte. Uma área de aproximadamente 100 m² havia sido desmatada.

Os dois caminhões e os troncos cortados pelo grupo foram deixados na área. A Guarda Municipal registrou fotos do local do flagrante para que a a Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente dê encaminhamento ao caso.

Apoio da população

O chefe do Núcleo da Guarda Municipal na Regional Bairro Novo, Inspetor Jônatas Barbosa de Lima, lembra que na região está a mata nativa na Área de Proteção Ambiental (APA) do Rio Iguaçu. Ele destaca também que finais de semana e feriados são períodos mais comuns para a prática de desmatamento irregular ou ilegal.

Para combater o corte irregular, Lima diz que o apoio da população é essencial. “Temos os números 153, da Guarda Municipal, e o 156, da Prefeitura, para denúncias. Iremos verificar essas práticas irregulares, para podermos encaminhar aos órgãos responsáveis para proteger o meio ambiente”, destaca.

Histórico

Em junho de 2018, quatro homens haviam sido flagrados no corte de mata nativa em uma área de 10 mil m². Em novembro de 2017, uma ação integrada da Guarda Municipal, da Regional Bairro Novo e da Secretaria do Meio Ambiente autuou o proprietário de uma área no Umbará que teve árvores exóticas cortadas. Cinco pessoas que faziam o corte no local foram levadas à Delegacia Ambiental.

Cortes de árvores em Curitiba devem ter autorização concedida pelo Departamento de Pesquisa e Monitoramento da Secretaria do Meio Ambiente. Após análise do pedido, mesmo que o corte seja autorizado, é preciso fazer a compensação com o plantio de novas árvores.

Para esclarecer dúvidas sobre corte de árvores, procure a administração regional do seu bairro. Para denúncias, o telefone é o 156.