(Foto: Biblioteca Nacional Digital (via Agência Senado))

 

O ano era 1918 e Curitiba tinha cerca de 70 mil habitantes. Naquela época, aconteciam os primeiros casos da pandemia de gripe espanhola, a qual estima-se que dizimou mais de 50 milhões de pessoas ao redor do mundo. Mas quais seriam as semelhanças daquela época e de hoje, onde vivemos a pandemia de coronavírus? E quais são as diferenças? O historiador e jornalista Eduardo Fenianos e um personagem que viveu na Curitiba antiga falaram nesta reportagem de Luiz Henrique de Oliveira: