Apesar de um visual diferente que a chuva de granizo trouxe para Curitiba e região metropolitana, ela também causou um enorme prejuízo, especialmente aos moradores de Colombo. Plantações de alface, couve e chuchu, além da produção de frutas como morango e uva, foram completamente destruídas na tarde desta terça-feira (3).

Como Colombo é um dos principais fornecedores de hortaliças do Paraná, existe até um alerta de que a Ceasa-PR pode sofrer com desabastecimento, uma vez que a chuva atingiu 70% da zona rural da cidade e a produção em campo aberto foi totalmente destruída. “Alguns têm cultivo protegido e a maior parte das estufas não foi prejudicada, mas a perda foi de 100% em campos abertos com alface, couve-flor, brócolis e repolho, além de produtos em início de safra como pimentão, chuchu, tomate e pepino”, destacou à Banda B o secretário de Agricultura de Agricultura e Abastecimento, Márcio Toniolo.

Segundo o secretário, é hora de buscar meios de ajudar os produtores afetados. “Nós estamos, como prefeitura, por meio da Defesa Civil, emitindo um laudo para os produtores de Colombo conseguirem acessar o seguro agrícola e também vamos lançar um decreto municipal de estado de emergência, para viabilizar aos agricultores a possibilidade de postergarem o pagamento de nossa patrulha rural”, afirmou.

Ainda de acordo com Toniolo, não há dúvidas de que o abastecimento da Ceasa será afetado. “Com certeza absoluta vai prejudicar. Conversei com o secretário de Agricultura do Estado do Paraná, Noberto Ortigara, e o presidente da Ceasa, e eles estão cientes que vai decair muito, porque muitos agricultores perderam tudo”, lamentou.

Mais granizo?

Segundo o meteorologista do Simepar, Samuel Brown, as condições não são para granizo nos próximos dias em Curitiba e região, mas na primavera nunca se pode descartar. “É difícil você descartar completamente, porque na primavera é comum surgir de repente. Hoje temos condições para chuva, mas para granizo é um pouco menor. O granizo é difícil você prever, porque não ocorre de maneira uniforme, ontem por exemplo só atingiu alguns bairros das cidades”, afirmou.