É só chegar o verão que o problema se agrava para os moradores de Curitiba. São as frequentes quedas de árvores e galhos com as chuvas, principalmente nesta época do ano. Na manhã deste sábado (5), um galho de uma árvore centenária caiu sobre a calçada e atingiu parte da Rua Brigadeiro Franco, esquina com a Rua Júlia Wanderley, no bairro Mercês. A queda foi por volta das 8 horas e, por sorte, não atingiu nenhum carro ou pedestre.

Toda a região passou a manhã sem energia elétrica porque fios foram arrancados. Equipes da Copel foram acionadas, assim como equipes da Secretaria do Meio Ambiente. O cruzamento foi interditado pela Secretaria de Trânsito.

Fotos: Flavia Barros/Banda B

 

Moradores vizinhos relataram que um grande estrondo foi ouvido e a luz caiu imediatamente. “Estava em casa e escutei um barulho forte e vi um clarão. Na hora, a energia acabou. Mas isso é muito triste. Já perdemos a conta de quantas vezes isso já aconteceu aqui na região. São árvores muito antigas e frequentemente desabam, colocando em risco a vida das pessoas. Será que o meio ambiente vale mais que a vida?”, questionou a moradora Nilde  dos Anjos, que vive num prédio em frente há 40 anos.

O vizinho dela, Mario Itimura, também lamentou mais esta ocorrência. Segundo ele, por um milagre, ninguém se feriu ou morreu. “Já reclamamos inúmeras vezes no 156 da Prefeitura. Ninguém faz nada. Imagine se alguém estivesse passando na calçada neste momento? E se um ônibus ou carro fosse atingido? Teríamos uma tragédia anunciada. Até quando?”, protestou o morador.

Os galhos foram recolhidos pelo Meio Ambiente e o trânsito ficou bloqueado por toda a manhã. Os motoristas tiveram que desviar o caminho pela Rua Isaías Bevilacqua. Até o fechamento desta reportagem, a energia ainda não tinha voltado na região.

Outro lado

A política adotada pela prefeitura em relação a sua cobertura vegetal é rígida com relação à proibição de cortes. Uma árvore só pode ser cortada com autorização da prefeitura. Cortar árvores sem a licença é crime ambiental.

Em nota, a assessoria da Prefeitura informou que o galho que caiu estava em boas condições.

A Prefeitura esclarece que a árvore da Rua Brigadeiro Franco, que teve o galho caído na manhã deste sábado (5/1), apresenta boas condições fitossanitárias. Embora não houvesse solicitações para poda ou corte, seu estado vinha sendo monitorado. Uma nova avaliação está sendo feita pelas equipes do Meio Ambiente para que a árvore não apresente perigo para os pedestres e motoristas que circulam pela região.

O trabalho de remoção do galho continua a ser feito, pois foi preciso aguardar as equipes da Copel desligar a rede elétrica. O trânsito está totalmente bloqueado no cruzamento da Brigadeiro Franco com a Desembargador Isaias Bevilaqua e no cruzamento da Júlia Wanderley com a Desembargador Motta.

A previsão é que os serviços sejam encerrados até o final da tarde”, diz a nota.