O Fundo de Aval Garantidor do Programa de Retomada Econômica já garantiu R$ 504.400,00 em empréstimos para empreendedores de Curitiba. A garantia é um dos maiores obstáculos no acesso ao crédito para quem tem um pequeno negócio. Por isso o Município fez parceria com o Sebrae e aportou R$ 10 milhões na Garantisul, Sociedade de Garantia de Crédito que tem como principal função facilitar o acesso ao crédito por meio de garantias. Usando o Fundo de Aval, o pequeno empresário não precisa colocar um bem de sua propriedade como garantia.

A Garantisul aprovou nos últimos dias 11 pedidos de Fundo de Aval de pequenos empresários, que somam R$ 504.400,00 em empréstimos para salão de beleza, petshop, comércio de máquinas, cafeteria, autopeças, entre outros. Depois da aprovação da Garantisul e da cooperativa de crédito escolhida pelo empresário, a Garantisul emite a Carta de Aval para contratação do crédito na cooperativa.

Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

É o caso de Priscilla Reis, dona da loja de roupas infantis Bala de Goma, nas Mercês, que está usando o Fundo de Aval para um empréstimo de R$ 40 mil junto à Sicredi. Como o movimento caiu muito durante a pandemia, ela e a sócia decidiram buscar financiamento para ter capital de giro. “O Fundo de Aval facilitou a contratação do crédito, que nos ajudará nesse momento de recuperação das vendas”, diz Priscilla.

Já o advogado Lucidio Angelo de Oliveira Junior está usando o Fundo de Aval para um empréstimo que ajudará nas despesas do novo escritório, montado no Batel no início do ano. Ele está emprestando R$ 16.400,00 junto à Credisol. “Veio a pandemia e os negócios pararam, então preciso de empréstimo para a retomada, para folha salarial, aluguel e outras despesas. Ainda bem que existe o Fundo de Aval para ajudar na contratação”, afirma.

A porta de entrada para obter o Fundo de Aval é o Espaço Empreendedor nas Ruas da Cidadania. Lá o empreendedor responde ao formulário Balcão de Finanças. Se for considerado apto é encaminhado à Garantisul para iniciar a análise de crédito e escolher uma cooperativa de crédito.

O atendimento no Espaço Empreendedor pode ser agendado pelo Curitiba App ou pelo agendaonline.curitiba.pr.gov.br

São nove Espaços Empreendedor (nas Ruas da Cidadania do Boa Vista, Bairro Novo, Tatuquara, Santa Felicidade, Boqueirão, Cajuru, CIC, Fazendinha/Portão e Pinheirinho), que oferecem serviços gratuitos, como a formalização ou encerramento de Microempreendedor Individual (MEI), emissão de alvará e realização da declaração anual.

Além disso, a pessoa pode obter informações contábeis sobre a empresa, como débitos em aberto e formas de quitação. O atendimento é feito por meio de um termo de cooperação técnica com o Sebrae/PR, que também oferece consultorias de profissionais na gestão do negócio.

Os Espaços Empreendedor fizeram 12.996 atendimentos no mês de outubro, 3.114 deles de forma presencial.