A Polícia Civil de Rio Branco do Sul cumpriu nesta quinta-feira (30) mandados de prisão preventiva contra um ex-vereador do município e sua diarista. Os dois são suspeitos de terem cometido o crime de estupro de vulnerável, no último dia 14, na residência do político.

Segundo a polícia, os depoimentos e provas que culminaram nos mandados revelaram que, no dia do suposto crime, a doméstica teria levado uma criança de 11 anos até a residência. Lá, o suspeito teria praticado “conjunção carnal e outros atos libidinosos com a vítima”, com a ajuda e participação da funcionária. Após o ato, ele teria dado dinheiro a criança.

Os dois seguirão presos na delegacia de Rio Branco do Sul e estarão à disposição da Justiça.