Comandada pela Secretaria Municipal de Ordem Pública, a cidade de Campo Largo, região metropolitana de Curitiba, teve uma noite de terça-feira de intensa fiscalização no comércio. A intenção foi confirmar se o novo decreto municipal, que restringe o horário de diversas atividades, estava sendo cumprido. Dezenas de estabelecimentos foram notificados e, se reincidirem, poderão ter o alvará suspenso.

 

De acordo com o decreto, em Campo Largo nenhuma atividade foi suspensa, mas houve restrições no horário de funcionamento. A venda de bebidas alcoólicas a partir das 22h está proibida. De forma geral, todas as atividades comerciais e serviços podem ser realizadas das 10h às 18h, de segunda a sexta-feira e fecharão aos sábados e domingos. Este horário também será aplicado a academias e cultos religiosos. Supermercados, mercados, mercearias e açougues poderão atender ao público das 10h às 21h, de segunda-feira a sábado. Farmácias, drogarias, panificadoras (de rua) e postos de gasolina (apenas a venda de combustível) não terão alterações no horário de funcionamento.

Sobre a operação de ontem, o secretário municipal de Ordem Pública, Samir Moussa, explicou que houve uma abordagem orientativa. “Foram 16 equipes, com apoio da Guarda Municipal e Polícia Militar, onde realizamos 56 abordagens em comércios. Saímos a partir das 18h orientando e notificando comércios para que o decreto de Campo Largo seja seguido. Tivemos sucesso, dividindo a equipe na região central, Bateias, Ferraria e Itaqui”, disse em entrevista à Banda B.

De acordo com o secretário, neste primeiro momento os comerciantes foram notificados, mas se voltarem a não cumprir o decreto poderão ter o alvará cassado. “Foram abordagens tranquilas e sem reação contrária. Criamos uma notificação para os comerciantes, como uma orientação. A pessoa ficou ciente que, se não cumprir o decreto, será advertido e depois terá a suspensão do alvará de funcionamento”, destacou.

Por fim, o secretário ainda garantiu que as operações serão diárias a partir de agora. “O decreto tem duração de 14 dias e manteremos fiscalizações diárias, incluindo aos finais de semana. Serão várias equipes rodando em toda a cidade”, concluiu.