Equipe comemora um ano sem acidentes – Foto: Divulgação

A equipe do posto 06 da coleta domiciliar diurna da Cavo, empresa responsável pela limpeza pública de Curitiba, atingiu nesta quinta-feira (11), uma importante marca na segurança de seus trabalhadores. É que ao longo de 365 dias trabalhados, os 65 integrantes da equipe ( motorista e coletores) alcançaram uma meta considerada ” ouro” na empresa no quesito segurança.

Eles, graças aos constantes treinamentos recebidos na empresa, conseguiram minimizar os riscos de acidentes graves que pudessem resultar no afastamento de qualquer trabalhador. Pode parecer pouco, mas para os gestores da área e também para os coletores ter passado pelos 365 dias sem se ferir com gravidade durante a jornada de trabalho pode ser encarado como mérito de toda a equipe.

“Uma marca importante, ainda mais quando a equipe está sob a responsabilidade de apenas um líder, o que deixa claro como o resultado foi difícil de ser alcançado, ressalta o engenheiro de Segurança do Trabalho da Cavo, Matheus Russi.

Ajuda dos curitibanos

Os curitibanos também podem ter dado uma “mãozinha” nesta métrica com a colaboração do descarte correto de objetos perfurocortantes, como cacos de vidro, seringas, e outros. O tema sobre o descarte adequado deste tipo de lixo é recorrente em campanhas de conscientização coletiva e constantemente debatido em reuniões de lideranças, na CIPA e outras ações internas e externas da empresa, que visam à prevenção contra acidentes.

Se por um lado a empresa tem intensificado suas ações de Segurança do Trabalho com seus colaboradores, por outro a população tem respondido de modo positivo às inúmeras orientações para que aquele pedaço de cerâmica, garrafa quebrada, ou agulhas sejam acondicionados em algum tipo de recipiente antes de serem jogados no lixo, evitando assim um possível incidente.

Cães Ferozes

Outro vilão que entrou para as estatísticas da empresa envolvendo acidentes com afastamento, gerando um ACA (sigla utilizada), são os ataques de cães sofridos pelos coletores. Em 2017 A incidência foi de 18 casos de mordeduras. Em 2016, foram 20.

As campanhas também conscientizam a população no sentido de manter os animais presos quando o caminhão da coleta estiver passando.

Reconhecimento

“Completar um ano livre de acidentes com afastamento na Coleta é extraordinário, ainda mais quando se trata de uma equipe de 65 pessoas. São mais de 170 mil horas trabalhadas sem ACA numa atividade que qualquer desvio pode levar a acidente. Líder, coletores, motoristas e técnico de segurança do trabalho estão de parabéns!”, destaca o engenheiro de Segurança do Trabalho da Cavo, Matheus Russi.