As empresas de transporte público das cidades paranaenses estão sendo notificadas nesta quinta-feira (3) pela Secretaria da Justiça, Família e Trabalho, através do Departamento de Defesa dos Direitos Fundamentais e Cidadania. O pedido formal é para que elas forneçam EPIs (equipamentos de proteção individual) para todos os trabalhadores e colaboradores, durante o expediente, nesse período de pandemia. A medida é válida para todas as cidades paranaenses.

Para garantir a segurança sanitária na realização das atividades, o documento pede que seja disponibilizado álcool em gel, nível 70%, para o uso dos trabalhadores e colaboradores, seja no embarque, trajeto e desembarque.

Foto: Comunicação SEJUF

De acordo com o secretário da Justiça, Família e Trabalho do Paraná, Ney Leprevost, os profissionais que trabalham com transporte público precisam de toda assistência para poder fazer seu trabalho com segurança. “Os motoristas de ônibus, cobradores, taxistas e motoristas de aplicativos estão na linha de frente neste momento de agravamento da pandemia para não deixar ninguém a pé. Nada mais justo que eles trabalhem com toda proteção necessária para evitar a contaminação”, disse o secretário.

Reclamações de trabalhadores do transporte coletivo motivaram a confecção do documento. Segundo eles, algumas empresas não estariam mais fornecendo EPIs aos motoristas e cobradores de ônibus.