A técnica em segurança do trabalho Adriana, de 29 anos, estava com dificuldades de conseguir um emprego na área e buscou a Sala do Empreendedor em Araucária, região metropolitana de Curitiba. Lá, recebeu consultoria, onde se descobriu o perfil dela para o serviço de limpeza em altura. Um apoio que mudou a vida da jovem. A empresa foi aberta e hoje ela só tem vaga na agenda para o fim de novembro.

O empreendedorismo em Araucária, onde dezenas de ‘Adrianas’ são atendidas semanalmente, foi tema de entrevista no Jornal Metropolitano *, da Rádio Banda B. O coordenador da Sala do Empreendedor de Araucária e agente de Desenvolvimento Econômico, Elieser Cordeiro, e o consultor do Sebrae, Vinicius Milani, trabalham diretamente na área e explicaram o motivo da cidade metropolitana se destacar na criação e, acima de tudo, na manutenção de pequenas e médias empresas.

Milani (à esquerda), apresentador Luiz Henrique de Oliveira e Cordeiro (à direita) durante a gravação do Jornal Metropolitano

 

Durante a entrevista, por exemplo, Cordeiro destacou a facilidade de abrir uma empresa e do apoio dado pela Sala do Empreendedor para a continuidade dela. “Em dez minutos, você abre o CNPJ, mas vai além disso. Você recebe toda uma capacitação, participa de reuniões, visando uma melhor gestão e marketing, para conseguir monetizar a atividade. Ou seja, o empreendedor recebe todo o apoio, que vai muito além apenas do alvará”, disse na entrevista.

Já Milani, do Sebrae, ponderou a dificuldade de se abrir uma empresa em outras cidades, na comparação com Araucária. “Esse processo para abrir uma empresa é de 120 dias, já aqui em Araucária de doze horas. Isso atrai novos investimentos. Em Araucária, a Sala do Empreendedor está já no térreo e o morador é recebido no primeiro andar. Um só espaço e o processo caminha naturalmente. Quem anda é o processo e não a pessoa”, destacou.

Créditos

Dia a dia é movimentado na Sala do Empreendedor em Araucária

 

Entre os destaques da Sala do Empreendedor, de acordo com Cordeiro, estão os créditos disponíveis aos empresários, sem a necessidade de deixar, por exemplo, um imóvel como garantia. “Normalmente, quando se fala em crédito, esfolam o empresário. Então, aqui para Araucária, foram trazidas duas ferramentas; temos um fundo municipal de crédito, que vai pagar um crédito de R$ 15 a 20 mil, sem precisar deixar o imóvel de garantia, já que a prefeitura é o garantidor. Além disso, temos os agentes de crédito da Fomento do Paraná, onde os projetos são analisados”, salientou.

Já Milani destacou a importância de um crédito orientado, de não se dar apenas o dinheiro, mas ajudar na manutenção dele. “Cidadania com crédito orientado. Você dá consultoria e curso de gestão financeira. Pegar menos e saber usar, para não se endividar”, salientou o consultor do Sebrae.

Avança Araucária

Um dos pontos que vem se trabalhando também na questão do empreendedorismo é o projeto Avança Araucária, que busca traçar um plano estratégico de avanço para 2040. A data foi estimada com base nas informações e estatísticas de educação – com a formação de profissionais – e a desburocratização das leis e ações previstas através do Comitê Gestor.

“A gente percebe esse diferencial em Araucária. Todas estas ações visam preparam o empresário para melhor gerir a empresa. Há ainda, como parte do Avança Araucária, ações em que o produtor rural também é atendido, na venda de merendas para a prefeitura, por exemplo. Uma venda direta e que fomenta a economia”, destacou Milani, do Sebrae.

Consumir a cidade

Cidade de Araucária vista de cima (Foto: Divulgação Prefeitura)

Para concluir a entrevista, outro ponto de destaque foi fazer com que o morador de Araucária consuma mais a cidade. “Nós somos uma cidade rica, mas ainda não se consome lá, e é isso que estamos buscando. Muitos acabam indo ainda para Curitiba. O que notamos é que, quando os empresários se associam e trabalham juntos, fazendo campanhas e tudo mais, o negócio anda. A abertura de novas empresas também, como a Max Atacadista, podem gerar novas oportunidades. É desta forma que se deve pensar”, concluiu o coordenador da Sala do Empreendedor, Elieser Cordeiro.

Serviço

A Sala do Empreendedor de Araucária fica naR. Pedro Druszcz, 111 – Centro. Telefone para informações é o 3614-1559.

*Com a apresentação de Elizangela Jubanski e Luiz Henrique de Oliveira, o Jornal Metropolitano vai ao ar aos sábados (23h) e domingos (6h).