Uma semana após a divulgação pela Banda B, a vaquinha para realizar o sonho da estudante do primeiro ano de Medicina da Universidade Federal do Paraná (UFPR), Hemely Mairi, teve o objetivo alcançado. A jovem morreu há um mês, devido a complicações por conta de uma cirurgia na cabeça, e acabou não conseguindo realizar o sonho de ajudar os pais.

(Foto: Arquivo Pessoal)

 

A vaquinha foi criada por amigos e familiares com a intenção de arrecadar fundos para ajudar na construção da casa dos pais dela, na localidade de Ribeirão das Onças, em Colombo, regão metropolitana de Curitiba. O pai de Hemely tem problemas sérios de visão devido a um glaucoma, enquanto a mãe dificuldades de se locomover por sequelas de uma paralisa infantil.

A auxiliar administrativa Luana Nascimento de Almeida, uma das organizadoras da vaquinha, comemorou o sucesso da iniciativa, que visava arrecadar R$ 30 mil e na manhã desta quinta-feira (17) já tinha conseguido R$ 44 mil.

“A gente ficou com um certo receio das pessoas pensarem que estaríamos nos aproveitando, mas graças a Deus não houve sequer um comentário negativo e os valores arrecadados foram crescendo. De um dia para outro dobrava. Doações de São Paulo, interior do Paraná e tudo mais”, contou.

Luana explicou o que vai ser feito a partir do momento em que a arrecadação terminar, o que deve acontecer nos próximos dias. “A gente vai esperar mais alguns dias para terminar e daí vamos iniciar o processo para determinar onde vamos colocar a nova casa, já que a que eles estão não têm mais o que fazer. Estamos pensando em um conforto para eles e, então, vamos planejar tudo da melhor forma”, salientou.

A prima ainda falou sobre o sentimento de realizar o sonho de Hemely. “Ela e o irmão já estavam pesquisando e questionando os pais. Estamos fazendo isso pela família. A dor nunca vai passar, mas pelo menos conseguiram seguir a vida de uma forma mais tranquila, principalmente pelas limitações que o meu tio tem”, ponderou.

Para saber mais sobre a vaquinha clique aqui.