Desrespeitando as recomendações de isolamento, uma banda de pagode se apresentou em uma residência, no bairro Sítio Cercado, na região sul de Curitiba, durante o fim de semana. Um dos músicos estava fazendo aniversário e a comemoração contou com diversos convidados aglomerados, sem ao menos se preocuparem com o uso de máscaras.

 

 

Uma moradora, que não iremos identificar, viu as imagens do evento sendo compartilhadas em redes sociais e ficou revoltada. “Eu conheço as pessoas que estavam nesse local. Fiquei sabendo da festa por conhecer várias pessoas que estavam lá e elas simplesmente publicaram tudo nas redes sociais, não foi nada escondido”, contou indignada.

Polícia Militar

A Polícia Militar foi avisada, mas os moradores não receberam a resposta que esperavam. As equipes policiais teriam dito que iam averiguar a situação, mas como a festa estava acontecendo dentro de uma propriedade privada, não poderiam fazer nada.

Outra moradora, que também denunciou a festa, enfrenta a realidade de ter familiares infectados pelo novo coronavírus. As cenas, da festa em plena pandemia, também causou revolta. E esta não seria a primeira vez.

“Não é a primeira vez que eu vejo as pessoas compartilhando reuniões entre amigos, sociais e churrascos durante a pandemia, só que dessa vez foi muito maior. Como eu estou com familiares contaminados e em estados bem graves por conta da doença, tudo isso me deixa mais indgnada ainda”, reclamou a moradora.

A Polícia Militar, procurada pela reportagem da Banda B, disse que os casos de perigo à vida são prioritários, e as demais solicitações aguardam a disponibilidade de uma equipe para fazer o atendimento. Leia a nota na íntegra:

“A PM aplica diuturnamente a maior quantidade possível de equipes e viaturas para atender a população, mas, em determinados momentos, em que há uma sobrecarga de solicitações e a quantidade de acionamentos é maior do que o número de viaturas disponíveis nas ruas, os casos de perigo à vida são prioritários, e as demais solicitações aguardam a disponibilidade de uma equipe para fazer o atendimento.

A PM disponibiliza à população o aplicativo 190 PR, pelo qual o cidadão pode fazer a solicitação e ainda inserir fotos e vídeos da ocorrência diretamente para a Polícia Militar, o que auxilia no direcionamento de equipes para atendimento, pois mostra o que está acontecendo no momento. A plataforma é gratuita e pode ser baixada diretamente das lojas virtuais Google Play e App Store.”