O expressivo aumento na curva de casos da Covid-19 em Curitiba, que fez a cidade beirar os 15 mil casos ativos na primeira quinzena do mês, também tem reflexo direto no número de mortes. De acordo com levantamento feito pela Banda B, dezembro se tornou o mês mais mortal da Covid-19 na capital paranaense. Com o anúncio da Secretaria Municipal da Saúde de que um boletim não será divulgado nesta quinta-feira (31), dezembro fecha com 478 mortes, 21% do total registrado no ano.

Foto: Daniel Castellano/SMCS

Segundo o levantamento, o mês de agosto foi o segundo com maior número de mortes: 454 ao todo. Em terceiro, aparece o mês de julho, com 400.

Desde o início da pandemia, Curitiba registrou 2.223 mortes pela doença.

Em números brutos, a Regional Boa Vista é a com maior número de mortes. São 301 desde o mês de abril. Quando leva-se em conta a incidência, porém, a Matriz é a que registrou maior número de casos. São 15,1 mortes a cada 10 mil habitantes.

Boletim

Nesta quarta-feira (30), Curitiba confirmou 817 novos casos de Covid-19. Com os registros, Curitiba tem 109.896 moradores que testaram positivo, dos quais 100.398 estão liberados do isolamento e sem sintomas da doença.

Ao todo, são 7.275 casos ativos na cidade neste último dia do ano.

O ponto positivo no momento, é a queda da taxa de transmissão. Segundo a Prefeitura de Curitiba, ela atualmente está em 0,76%, o que mostra uma tendência de queda nos casos durante os próximos dias.