A imagem de uma mulher segurando uma placa com um pedido de emprego nos ombros viralizou nas redes sociais nessas últimas horas. Ana Lúcia, de 44 anos, moradora do Jardim Amélia, em Pinhais, passou a andar com a placa pelos semáforos da região pedindo emprego. Ela explicou que está há dois meses carregando a placa.

“Eu tinha que fazer uma propaganda de diarista e não tinha como pagar uma gráfica para fazer cartões, então fiz um cartaz e fui no semáforo. Mandava currículo nas empresas e não tinha retorno, então pensei em fazer alguma coisa para conseguir um emprego e resolvi fazer isso”, explicou.

Foto: Colaboração/Banda B

Ela comentou que a falta de estudo e a idade podem ser empecilhos para a sonhada vaga de emprego. “Sinto que estou tendo a dificuldade pelo fato da minha idade, pelo tempo que estou sem trabalhar e também pelo meu estudo. Mas estou à procura de uma oportunidade em um emprego fixo”, contou.

E durante o tempo desempregada, a mulher afirma que sobrevive de ‘bicos’.”Fiz uns bicos de manicure também, mas tenho pouco material. Se eu tivesse mais material, eu tentaria trabalhar em um salão, mas não tem como. Está difícil a situação. Até carpir terreno estou carpindo”, disse.

Repercussão

Após a publicação da história de Ana, muitos internautas se manifestaram afirmando que já conhecem a mulher, que já teriam ofertado emprego para ela, mas que na realidade ela teria outros objetivos que não o trabalho. Diante das afirmações a reportagem entrou novamente em contato com a Ana, que rebateu os comentários dos internautas. Ela ainda afirmou que deixou de ir a uma entrevista por falta de condições financeiras.

“Eu preciso trabalhar, tenho uma filha para criar, um netinho. Não ia ficar no semáforo fazendo isso. Para ajudar não tem, mas para atrapalhar aparece”, disse. “Teve uma entrevista de emprego que não fui mesmo, porque não tinha dinheiro para pagar a passagem do ônibus”, explicou.

A mulher continua sua busca por emprego.

Um dos internautas avisou de uma vaga em um mercado de Pinhais. Ana afirmou que na segunda-feira estará lá para pedir a vaga.