Ronny Cardozo, de 34 anos, junto com a esposa, de 31, e com os filhos, de 6 e 4 anos, embarcaram em uma viagem a bordo de um fusca, saindo de Caracas, capital da Venezuela, com o objetivo de chegar em Curitiba. Após mais de um ano da partida, a família agora está em Quatro Barras, na Região Metropolitana de Curitiba, em busca de emprego para começar uma nova vida no Brasil.

A decisão da família, que tinha uma fábrica de costura, veio após a compra do fusca e motivada pela crise enfrentada pelo país latino-americano, como explicou Ronny. “As coisas no país foram piorando. O governo atual estragou tudo e não dá mais para morar lá. Tivemos que fechar nossa empresa, vender tudo e partir”.

Partida

Com apenas 500 dólares no bolso, pertences e uma barraca para dormirem nas paradas, os quatro partiram em direção ao sonho de uma vida melhor no dia 16 de agosto de 2018. “Arrumamos uma barraquinha pequena, em cada posto que parávamos pedíamos permissão e montávamos a barraca para dormir. No dia seguinte continuávamos a viagem”, disse o pai da família.

Após 3570 km e 18 dias, passando pela Rodovia Transamazônica e 780 km de estrada de chão, o fusca da família parou em Ji-Paraná, no estado de Rondônia. Com apenas 300 reais, a chegada em Curitiba foi adiada por mais de um ano.

“O destino principal era Curitiba, mas como só tínhamos 300 reais decidimos ficar por lá juntando mais dinheiro. Consegui um trabalho e uma amiga brasileira deu duas máquinas de costura para minha esposa costurar em casa. Acabamos ficando em Ji-Paraná por um ano e três meses”, afirmou Ronny.

Mudança de planos

Com um pouco mais de dinheiro e depois dos filhos concluírem o ano em uma escola da região, a família seguiu viagem novamente a bordo do fusca no dia 24 de dezembro de 2019.

Um encontro na estrada com um motorista de caminhão mudou os planos da família. “A princípio tínhamos escolhido morar em Curitiba, porque é uma cidade muito bonita, grande e o clima é bom. Porém, na estrada em direção a Curitiba conhecemos um cara que dirige carretas e que nos contou que morava em Quatro Barras há 20 anos. Ele disse que a cidade era tranquila e por isso decidimos conhecer”, revelou.

Foram 23 dias de viagem até Quatro Barras, com direito a paradas de alguns dias para arrecadar dinheiro para a gasolina com a venda de sabão artesanal e peças de artesanato. Os quatro venezuelanos adoraram a cidade e pretendem ficar para começar um nova vida.

Ronny e a esposa estão em busca de um emprego na região. Sobre vagas de emprego ou qualquer outro tipo de ajuda para a família, é possível entrar em contato com Ronny pelo WhatsApp no número (69) 9950-2460.