Com os termômetros chegando a marcar 35,6 °C, Curitiba teve o segundo dia mais quente da história nesta sexta-feira (2). A posição leva em consideração a base de dados do Sistema Meteorológico do Paraná (Simepar) que começou a fazer as medições em 1997.

Apesar de dia não ter sido o maior calor da história de Curitiba, o valor é o mais alto registrado em 2020. O recorde anterior deste ano havia sido batido na quarta-feira (30), quando a temperatura chegou a 34,2°C.

O dia mais quente da história da capital aconteceu em 30 de janeiro de 2019 com máxima de 35,9 °C.

 

O ar seco e quente proporcionou um aquecimento bastante expressivo e várias outras cidades do estado também acabaram registrando o dia mais quente de 2020. Em todo o Paraná, 21 cidades bateram recordes históricos de temperatura máxima. (confira abaixo)

 

 

Na região metropolitana de Curitiba, Cerro Azul teve o dia mais quente da sua história com 41°C. O recorde anterior era de 40,9°C, registrado em setembro de 2015.

Pelo menos 17 cidades ultrapassaram os 40°C nesta sexta, segundo o Simepar. O destaque vai para o município de Loanda que alcançou 42,5°C.