Foto: José Fernando Ogura/ANPr

 

Por conta das fortes chuvas que afetaram Itaperuçu, na região metropolitana de Curitiba, a Companhia Paranaense de Energia (Copel) anunciou que irá, excepcionalmente, arrumar as entradas de energia elétrica (postinhos) dos imóveis que tiveram a estrutura derrubada. A medida foi solicitada pela governadora Cida Borghetti.

Segundo a empresa, apesar deste conserto ser de responsabilidade do proprietário, esta é a forma que a Copel encontrou para auxiliar a comunidade a se recuperar mais rápido do desastre. Técnicos chegaram à cidade no final da manhã para avaliar a quantidade de postinhos e ramais que precisam ser trocados.

Clientes que tiveram maiores danos e de baixa renda serão atendidos primeiro, mas a Copel recuperará todas as entradas de serviços danificadas pelo vendaval que atingiu o município.

A Copel também está disponibilizando uma van de atendimento, uma espécie de agência de emergência, na cidade neste domingo para orientar os moradores que precisarem dos serviços da empresa. Diante da situação da região, dois atendentes da empresa se voluntariaram para atender a população. A van está estacionada no Posto São Pedro, na Rua Crispim Furquim Siqueira, 313 – Centro.

Segundo a Defesa Civil, número de afetados pelas chuvas em Itaperuçu chegou a 1,7 mil. Cerca de 500 casas foram danificadas e 7 pessoas estão desabrigadas por causa dos fortes ventos que atingiram a cidade na noite de sexta-feira (30).

Campanhas de arrecadação

Devido às chuvas, prefeituras da região metropolitana estão se mobilizando para ajudar Itaperuçu.

O presidente da Associação dos Municípios da Região Metropolitana de Curitiba (Assomec) e prefeito de Fazenda Rio Grande, Marcio Wozniack informou que a cidade está montando uma campanha de arrecadação de donativos na Praça Brasil. “Hoje temos o lançamento do Natal Luz e também estamos disponibilizando um posto para arrecadar alimentos, colchões e água. Fazenda está se sensibilizando com essa situação difícil de Itaperuçu”, disse.

O prefeito de Campo Largo, Marcelo Puppi, esteve em Itaperuçu e demonstrou solidariedades. “Passamos por uma catástrofe em nossa cidade há algum tempo atrás e agora estamos mostrando que nossa cidade sabe pedir, mas também sabe agradecer. Estamos nos mobilizando para também levar doações até lá”, comentou.