Um grupo de cerca de 30 ‘guincheiros’ realizou uma manifestação no começo da tarde desta segunda-feira (29), na BR-277, para protestar contra o alto número de assaltos nos Contorno Norte e Sul de Curitiba e região metropolitana. O estopim para o descontentamento da categoria aconteceu no último sábado, após ocupantes de um Palio preto roubarem um casal de caminhoneiros no Contorno Norte, bairro Orleans, em Curitiba. Segundo as vítimas, não houve atendimento da concessionária e nem da Polícia Rodoviária Federal.

Foto: Marcelo Borges/Banda B

De acordo com Zaqueu Machado, guincheiro há quinze anos, a falta de segurança o impede de trabalhar à noite na região. “É muito perigoso, principalmente no Contorno Sul e nas regiões do São Marcos, da BR-376 e BR-277. Já fui assaltado e é muito angustiante. O que mais impressiona é a brutalidade dos criminosos. Eu abandonei os atendimentos noturnos por que é um recorrente risco de morte”, admitiu à reportagem da Banda B.

Marcos Moro também teme pela segurança. O guincheiro teve o celular levado após uma ação criminosa no Contorno, há poucos anos. “Me renderam e pediram celular, carteira, dinheiro, reviraram o caminhão. Passa muita coisa na cabeça. Atualmente trabalho até às 21h, mas no Contorno não trabalho mais”, revelou.

A Banda B entrou em contato com a Polícia Rodoviária Federal e com o DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes), mas não obteve resposta.