A Comissão de Economia, Finanças e Fiscalização da Câmara Municipal de Curitiba aprovou parecer para que a prefeitura empreste R$ 405 milhões e destine para a implantação do BRT Inter 2. De acordo com informações divulgadas nesta quinta-feira (22), o encontro aprovou também uma operação de crédito de mais R$ 15 milhões por meio do programa “Avançar Cidades – Mobilidade Urbana Grupo 2”. O recurso, segundo a administração municipal, será usada na elaboração de diversos projetos executivos para futuras obras, como a construção do novo Terminal do Capão do Imbuia.

Foto: Divulgação IPPUC

O empréstimo do Inter 2 será solicitado ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Com cotação de 3,80 por dólar, o valor total chega a R$ 405.796.664,80.

Protocoladas com regime de urgência do Executivo, ambas proposições foram relatadas por Serginho do Posto, cujo parecer foi apoiado pelos demais integrantes da comissão. Com o aval de Economia, os projetos de lei já podem ser votados em plenário pelos vereadores – antes do prazo de 45 dias dado pela urgência, uma vez que as iniciativas foram protocoladas no dia 15 de agosto.

O Inter 2 transporta 91 mil passageiros por dia em um itinerário circular de 38 quilômetros de extensão que passa por 28 bairros onde se concentram 580 mil habitantes. Segundo a administração municipal, a ideia é que a linha se torne a primeira BRT circular.