A Polícia Rodoviária Federal (PRF) encerrou, às 23h59 deste domingo (3), a Operação Ano Novo no Paraná. Nesta edição que durou cinco dias, tendo início na quarta-feira (30), o número de mortes registrados pela PRF no estado é 50% menor ao verificado no Ano Novo de 2019, quando quatro pessoas morreram. Desta vez, a PRF confirmou 94 acidentes, 125 pessoas feridas e duas mortes. Os dados são preliminares e podem sofrer alterações.

 

 

Foto: Divulgação/PRF

 

Na operação do ano passado, outras 106 pessoas ficaram feridas e 82 acidentes foram atendidos. Em comparação com o feriado do Natal de 2020, a redução das mortes atingiu a marca de 66,7%. Em 2020, os agentes flagraram 40 motoristas bêbados, 349 condutores ou passageiros estavam sem o cinto de segurança, além de 38 ocasiões em que crianças não utilizavam adequadamente um dispositivo de retenção. Ao todo, foram 2.653 infrações de trânsito nas rodovias federais do estado.

Ainda, foram registradas 526 ultrapassagens irregulares durante o feriado, representando mais de cem flagrantes por dia de operação. Esse tipo de ultrapassagem é responsável pela maioria dos acidentes do tipo colisão frontal, onde o motorista não consegue efetuar em tempo a manobra de ultrapassagem ou força a ultrapassagem, colidindo frontalmente com o veículo que está trafegando no sentido contrário.

Foram fiscalizadas 10.787 pessoas e 11.823 veículos. 2.653 infrações foram registradas pelos policiais, nos cerca de quatro mil quilômetros de rodovias federais da circunscrição da PRF no Paraná. No total, 251 veículos foram recolhidos, por diferentes irregularidades.