Entrou em vigor, neste domingo (27), o decreto de bandeira amarela em Curitiba. A decisão foi tomada na última sexta-feira (25) pelo Comitê de Técnica e Ética Médica da Prefeitura, com base na taxa de transmissão e também na ocupação dos leitos de UTI.

Santa Felicidade tem alguns dos mais tradicionais restaurantes de Curitiba (Foto: Maurilio Cheli/SMCS)

A secretária municipal da Saúde, Márcia Huçulak, explica que a avaliação semanal dos nove indicadores que medem a capacidade de resposta do sistema de saúde para o enfrentamento do novo coronavírus apontou para a situação de alerta depois de a cidade permanecer na bandeira laranja (risco médio) por 20 dias.

As novas medidas, expressas no Decreto 1270/2020, têm validade de 14 dias. Neste domingo (27), todas as atividades que estavam suspensas pela bandeira laranja podem ser retomadas, como supermercados, restaurantes e shoppings.

Atividades suspensas

– Atividades de entretenimento com ou sem música, eventuais ou periódicas, como casas de festas, de eventos ou recepções, circos, teatros, cinemas e atividades correlatas;

–  Estabelecimentos destinados a eventos sociais e atividades correlatas, com ou sem música, de forma eventual ou periódica, tais como casas de festas e recepções;

– Estabelecimentos destinados a feiras técnicas ou de varejo, mostras comerciais, congressos, convenções, entre outros eventos de interesse profissional, técnico e/ou científico.

Funcionamento com restrições

– Atividades comerciais de rua não essenciais, galerias e centros comerciais podem abrir todos os dias, das 10h às 20 horas.

– Shopping centers podem abrir todos os dias, das 12h às 22 horas.

– Restaurantes, lanchonetes e bares podem abrir todos os dias, das 6h às 23 horas. Sem música ao vivo.

Devem operar com no máximo de 50% de sua capacidade

– Hotéis, resorts, pousadas e hostels;

– Call center e telemarketing: a partir das 9h (exceto os vinculados a serviços de saúde ou home-office, que podem funcionar com capacidade normal).