Foto: Flávia Barros – Banda B

 

Com atraso nos salários, os trabalhadores da Companhia de Habitação de Curitiba (Cohab) decidiram entrar em greve nesta segunda-feira (11). De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores em Urbanização do Estado do Paraná (SindiUrbano), a empresa costuma realizar os depósitos no último dia do mês, o que não aconteceu no mês de maio. A entidade, porém, garante que o movimento se dá também por conta dos sucessivos atrasos.

De acordo com o presidente do SindiUrbano, Valdir Mestriner, a empresa tem descumprido com frequência o acordo coletivo, além de ainda não ter pago a correção salarial acordada no ano passado. “Os trabalhadores não tiveram outra opção. A Prefeitura e a direção da empresa não tem a mínima de sensatez de cumprir com a obrigação deles. Sabemos que a Cohab é responsável pelo fundo municipal de habitação de interesse popular e isso traz um grande impacto, já que é a única política que existe para entender essa faixa da sociedade”, comentou.

Em nota, a Prefeitura de Curitiba informou que o atraso acontece por conta de um problema operacional. “Por um problema operacional, o pagamento do salário dos funcionários da Cohab, empresa da administração indireta do município, não ocorreu no quinto dia útil do mês. O pagamento será efetivado no começo desta semana. Os outros benefícios, como o Vale-refeição e plano de saúde, estão em dia”, informou a administração municipal.

Ao todo, segundo o sindicato são aproximadamente 280 trabalhadores em greve. A mobilização acontece em frente à empresa, na Rua Barão do Rio Branco, no Centro de Curitiba.

Foto: Flávia Barros – Banda B