O colombiano Yeiner Gonzalez Jimenezs levou o maior prêmio – Foto: Orlando Kissner/ANPr

Morando há apenas três anos no Brasil, o colombiano Yeiner Gonzalez Jimenezs escolheu Ponta Grossa para viver. O jovem de 23 anos trabalha como vendedor e ficou sabendo dos benefícios do Programa Nota Paraná, coordenado pela Secretaria de Estado da Fazenda, por meio de um amigo, que o incentivou a se cadastrar no programa. Gonzalez afirma que desde que começou a participar do Nota Paraná fez pequenos resgates, porém, jamais imaginou ser contemplado.

“Fiquei muito surpreso. Quando me ligaram para avisar que tinha ganhado um prêmio, não pensei que seria o principal, de R$ 50 mil”, diz. Passado o susto, Jimenezs afirma que pretende investir o valor, para somente depois pensar em como irá usá-lo.

Nesta terça-feira (27), a governadora Cida Borghetti entregou, no Palácio Iguaçu, os principais prêmios do 36º sorteio do programa. Além de Jimenezs, também foram premiadas uma instituição de assistência social de Curitiba e uma professora, também da Capital. Eles receberam os prêmios de R$ 50 mil, R$ 30 mil e R$ 20 mil.

Cida destacou a importância do projeto tanto para o Estado quanto para o cidadão e as entidades parceiras. “Pedindo o CPF na nota o contribuinte tem o retorno do seu dinheiro ou a possibilidade de doar e ajudar entidades, como o Lar Dona Vera, premiado nesta edição, que faz um trabalho cuidando das crianças com amor e dedicação”, disse.

Cerimônia de entrega dos prêmio do Nota Paraná no Palácio Iguaçu – Foto: Orlando Kissner/ANPr

Mudando vidas

O valor de R$ 30 mil deu um fôlego novo para que a Associação Caminho da Vida – Lar Dona Vera dê prosseguimento ao trabalho de acolhimento junto às crianças vítimas de maus tratos.

Atuando há 22 anos em Curitiba, a instituição acolhe em tempo integral cerca de 24 crianças, entre recém-nascidas até 9 anos de idade, que foram afastadas do convício familiar pelo Conselho Tutelar em função de violência doméstica.

De acordo com a presidente voluntária da instituição, Mônica Saturnino Tindó, a entidade atende todas as necessidades dessas crianças, garantindo não apenas abrigo, alimentação e educação, mas também assistência de médicos, psicólogos, fonoaudiólogos, dentistas, psicopedagogos e de todos aqueles que estejam dispostos a doar seu trabalho. Elas permanecem na instituição enquanto aguardam reintegração à família biológica ou direcionadas à adoção.

Mônica disse que o prêmio do Nota Paraná será fundamental para garantir o 13º salário dos funcionários que trabalham na entidade. “Esse valor foi uma luz divina que nos ajudará a manter o trabalho na instituição, principalmente no final do ano, época de grandes despesas”, diz.

Cadastrada desde 2016 para receber recursos do Nota Paraná, a Caminho da Vida começou a trabalhar no ano passado de forma mais efetiva para captar recursos do Nota Paraná. Atuando junto ao comércio, a entidade possui dezenas de urnas distribuídas pela cidade que ajudaram a garantir R$ 297 mil entre créditos e prêmios.

“O valor é usado para custear tratamentos, exames e remédios para as crianças, inclusive compramos uma Van para levar as crianças. Buscamos parceiros no comércio de forma aleatória para aumentar a arrecadação de notas”, diz a presidente.

Felicidade em família

A professora Vanessa da Silva Berto, de 36 anos, ficou sabendo que havia sido contemplada com R$ 20 mil pelo marido, que foi avisado da premiação e ficou responsável por repassar a boa notícia.

Atuando na rede pública estadual de ensino, ela diz que no começo não acreditou na história e só teve certeza quando entrou no site do Nota Paraná para conferir o bilhete premiado. “Estava dando aula e por isso não pude atender as ligações. Apenas no final da jornada é que fui ver as mensagens do meu marido e no começo achei que era brincadeira”, diz.

Agora afirma que está usando a própria história para incentivar os amigos a colocarem o CPF na nota fiscal. “Sou a prova de que o programa funciona e é importante não só pelo prêmio, mas porque esse dinheiro retorna como a melhora na saúde, educação, segurança”, disse.

Sobre o prêmio, Vanessa afirma que ela e o marido pretendem guardar o valor para futuramente comprarem um terreno.

A coordenadora do Nota Paraná, Marta Gambini, explicou que mais uma opção é usar os créditos do programa para pagar o IPVA. “102 mil veículos já transferiram R$ 12,5 milhões de créditos para pagar o IPVA”, disse.

Cadastro

Para se cadastrar no Nota Paraná basta acessar o site www.notaparana.pr.gov.br, clicar na opção “cadastre-se” e preencher os dados pessoais, como CPF, data de nascimento, nome completo, CEP e endereço para criação da senha pessoal.
Para participar dos sorteios é preciso fazer adesão no site. Toda primeira compra no mês gera um bilhete ao participante do programa para os sorteios mensais, independentemente do valor. Depois, cada R$ 50 em notas fiscais dá direito a um novo bilhete, com validade apenas para o sorteio do seu respectivo período.

Os valores dos prêmios dos sorteios e os créditos devolvidos poderão ser utilizados para abatimento do valor do IPVA ou para depósito em conta bancária do premiado.

Os prêmios mensais são de R$ 50 mil, R$ 30 mil, R$ 20 mil, R$ 1 mil, R$ 250, R$ 50, R$ 20 e R$ 10. Nos sorteios especiais, realizados em meses com datas comemorativas (maio, junho, agosto, outubro e dezembro) o valor dos três prêmios principais é multiplicado por quatro, chegando a R$ 200 mil, R$ 120 mil e R$ 80 mil.

Criado em 3 de agosto de 2015, o primeiro sorteio foi em novembro de 2015. Hoje está no 36º sorteio. Já foram devolvidos R$ 1,186 bilhão em créditos e prêmios.

Só para as 1.250 entidades cadastradas e atendidas pelo programa já são R$ 102 milhões em créditos e prêmios.