Com o Passeio Público fechado durante a pandemia do coronavírus, uma imagem viralizou nas redes sociais nesta semana ao mostrar as cobras do local soltas pelas árvores do parque central de Curitiba. As imagens foram divulgadas pelo diretor do Departamento de Pesquisa e Conservação da Fauna da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, Edson Evaristo, que falou com a Banda B nesta quinta-feira (30).

De acordo com ele, a prática é comum no espaço, mas o momento de pandemia pode ter reforçado o interesse das pessoas. “É algo que faz parte da rotina, pelo menos uma vez por mês as cobras são colocadas nas árvores para tomar sol, até mesmo por isso o Passeio Público não abre nas segundas-feiras”, explicou Evaristo.

No dia a dia, as cobras do espaço permanecem dentro de um terrário, que possui todas as condições para bem estar dos animais.

Segundo Evaristo, a atividade é importante para as cobras. “Toda semana fazemos esse trabalho de manutenção de estrutura e manejo das serpentes, para que possam subir em árvores e pegar sol, coisas que fariam na natureza”, concluiu.

Com exceção dos funcionários da área de risco, todos os funcionários do Passeio Público e do Zoológico de Curitiba continuam trabalhando normalmente na pandemia.