A cidade de Campo Magro, região metropolitana de Curitiba, vai realizar neste fim de semana quatro barreiras nos limites  entre municípios e outras quatro móveis para não permitir a entrada de turistas. A intenção é evitar o aumento de casos de covid-19 em Campo Magro, que tem até o momento quatro mortes e quase 170 confirmados com a doença.

(Foto: Divulgação)

 

As barreiras sanitárias começarão no início da manhã de sábado (25) nos limites de Campo Magro com Curitiba, Almirante Tamandaré, Campo Largo e Itaperuçu. O prefeito do município, Cláudio Casagrande, explicou à Banda B que carros com placas de outras cidades serão obrigados a retornar.

“O que a gente pega na barreira de carros de fora faz retornar, tanto nos bairros quanto nas estradas. O que aconteceu na outra barreira, de ciclista saírem mais cedo para virem pra cá, vamos evitar com barreiras móveis e que vão se modificando no decorrer do dia, porque o pessoal se comunica e foge delas”, descreveu.

Para o prefeito, isso é fundamental para evitar mais casos da doença. “A cidade está bem preocupada e, como temos um grande potencial turístico, quando chegam até 10 mil pessoas, queremos evitar isso. Muitos ciclistas, por exemplo, têm vindo para cá sem máscaras”, lamentou.

Em Campo Magro, no sábado poderão abrir restaurantes e mercados, entretanto no domingo será um lockdown total, podendo funcionar apenas postos de combustíveis e farmácias.