Monitorar e assegurar que todos estejam de acordo com as práticas de comportamento da empresa é o objetivo de um programa de compliance, do verbo em Inglês “to comply”, que significa agir de acordo com uma regra. Seja para normas internas, com código de ética, manual de conduta, políticas e procedimentos; ou para normas externas, na contratação de terceiros para executar serviços financeiros, administrativos, contratuais, trabalhistas, ambientais, entre outros, inserir essa cultura dentro de uma companhia é não apenas desejado, como exigido, por meio da seleção do próprio mercado.

Por exemplo, entre uma companhia que adota um programa de compliance efetivo e outra que não, as chances de a primeira receber um investimento são maiores. Além disso, empresas com compliance implementado tendem a querer se relacionar somente com outras que também contem com programas semelhantes. Essa prática passa a ser um dos critérios das companhias para selecionar parceiros de negócios, como fornecedores, empresas subcontratadas ou prestadores de serviço. “Uma empresa em conformidade com a legislação, com os princípios éticos e com as melhores práticas de mercado, além de beneficiar a todos os envolvidos dentro e fora dela, também contribui com a diminuição da corrupção e, consequentemente, com a economia de todo o país”, afirma a superintendente executiva da Facop (Fundação de Asseio e Conservação, Serviços Especializados e Facilities), Cássia Almeida.

Foto: Unsplash

Para falar sobre a importância do compliance e da integridade para os negócios no Brasil, a Facop e o Instituto Ethos promovem, nesta quinta-feira (5), às 11h, a segunda rodada do Encontro Empresarial de Responsabilidade Social – I Ciclo de Diálogos Ethos-Facop. No evento, on-line e aberto ao público, a coordenadora dos projetos de Integridade do Instituto Ethos, Paula Oda, fala sobre a agenda de ética e integridade no Brasil e compartilha ideias sobre as melhores práticas no país.

O I Ciclo de Diálogos Ethos-Facop teve início no dia 29 de outubro, com palestra de Ana Lúcia de Melo Custódio, diretora-adjunta do Instituto Ethos, sobre Oportunidades e Sustentabilidade. O encerramento do evento acontece no dia 26 de novembro, com um encontro que fala sobre Cadeia de Valor. E, com o objetivo de conscientizar a sociedade e, principalmente, os empresários e gestores para essa nova realidade e a necessidade de se pensar em ética, integridade e sustentabilidade pelos três pilares (social, econômico e meio-ambiente), a Facop promove ainda um novo debate, no dia 3 de dezembro, sobre Sistema B, com o co-líder da Comunidade B Paraná, Paulo Cruz Filho. Mais informações e inscrições: https://bit.ly/2JmwbtX .

Serviço

2ª rodada do Encontro Empresarial de Responsabilidade Social – I Ciclo de Diálogos Ethos-Facop – Integridade e Compliance

5 de novembro de 2020, às 11h, no Youtube da Facop (facop.oficial)

Evento on-line e gratuito

Informações e inscrições: https://bit.ly/2JmwbtX