A tão esperada chuva chegou com tudo em Curitiba durante a madrugada deste sábado (15). De acordo com as previsões do Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná (Simepar), os dias úmidos devem permanecer na capital e a próxima semana será de temperaturas mais baixas em relação aos últimos dias. Houve registro de ventos fortes por volta das 3 horas, que atingiram 49,3 km/h.

Segundo a Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil da Prefeitura de Curitiba, até as 6h20 houve registro de três solicitações de ocorrências com quedas de árvores, com o bloqueio de passagem em trechos das ruas: Laudelino Ferreira Lopes, no bairro Novo Mundo; na rua Arthur Leinig, no bairro Vista Alegre; e na rua Eduardo Geronasso, no Bacacheri. Não houve registro de feridos, desalojados ou desabrigados, segundo boletins oficial.

O Simepar informou que até o início da manhã de hoje houve acúmulo de 8,2 mm de chuva registrados pelo Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden). Ainda segundo o Simepar, a previsão de chuva para o dia de hoje é de 9,1 mm.

Previsão

Para hoje, a chuva deve continuar oscilando entre paradas e garoas. A máxima na temperatura não passa dos 19ºC. Para domingo (16), a previsão é de chuva contínua com temperatura entre 14ºC e 18ºC.

Já na segunda-feira (17), a temperatura baixa ainda mais e a máxima não passa dos 16ºC e a mínima chega a 12ºC. De acordo com a previsão do Simepar, a próxima semana será de chuva intensa.

Central 156

O cidadão que precisar comunicar a Prefeitura sobre a queda de árvores deve utilizar o telefone 156 da Central de Atendimento ao Cidadão, pelo site (www.central156.org.br) ou pelo aplicativo do serviço. O atendimento é feito por ordem de chamada e também de acordo com a gravidade da situação relatada.

Evite sair de casa

Enquanto estiver chovendo, a orientação da Defesa Civil é que se evite sair de casa. Se a pessoa já estiver na rua, deve evitar se abrigar embaixo de árvores e de estruturas metálicas, estando a pé ou de carro. Debaixo de chuva, o motorista deve redobrar a atenção e reduzir a velocidade.

A Defesa Civil registra as ocorrências que chegam ao município pelo telefone de emergência 199 e, também, pelo 156 (Central de Atendimento ao Cidadão) e pelo 153 (Centro de Operações da Guarda Municipal). Outras situações decorrentes de chuvas ou temporais podem ser atendidas pelo Corpo de Bombeiros (193) e pela Copel.