Cinco famílias precisaram deixar as casas na noite desta quarta-feira (16), no bairro do Novo Mundo, em Curitiba. Houve alagamento e também desabamento parcial das estruturas. Segundo os moradores, a casa de um vizinho recebeu aterro e passou a ameaçar a outras ao redor. Técnicos da Cosedi da Prefeitura de Curitiba estiveram no local, avaliando a situação.

As casas ficam na rua Roberto Senna. A moradora da casa mais afetada, a técnica de enfermagem, Edenise de Fátima Portes, explicou que aconteceu um desmoronamento em uma casa vizinha. “Desabou o terreno do vizinho pra cima da rua das Andorinhas e depois foi interditado. Ele não poderia ter mexido, mas ele colocou terra, entulho e nisso cobriu o manilhamento. A tragédia era prevista, mas eles não fizeram nada. Só consegui sair por causa de Deus”, lamentou, em entrevista à Banda B.

Há 14 dias, segundo ela, técnicos de serviços públicos estiveram na região para avaliar. “A Defesa Civil interditou a lavandeira, depois a gente passou a fazer as ocorrências via 156. Técnicos da Cosedi vieram aqui e disseram que nós que somos moradores é que temos que tomar providência”, criticou. “Tive que sair pela janela, a porta não abria de tanta água. minha lavanderia desabou, mesmo. Ela já estava interditada. Eu perdi tudo, não tenho mais nada. Fiquei só com a roupa do corpo”, completou.

O tenente Allyson, do 1º Grupamento do Corpo de Bombeiros, disse que o estopim para o desabamento de hoje foi o alagamento.  “Aqui é um fundo de vale e por causa das chuvas não houve escoamento, a agua verteu pelo buraco que tem em um dos terrenos e alagou uma das residências. Agora, quem vai avaliar a situação dos imóveis é a Cosedi, que vai aferir a segurança dos moradores”, afirmou.

As casas ficaram parcialmente destruídas. Os moradores disseram que aguardar uma nova avaliação dos técnicos da Cosedi para que decidam um retorno às casas.

Prefeitura de Curitiba

A Banda B entrou em contato com a Prefeitura de Curitiba e recebeu a confirmação de que a Cosedi esteve no local no último dia 4, após um pedido por meio do 153 da Guarda Municipal.

“Essa ocorrência se tratava de erosão que atingiu um imóvel na Rua das Andorinhas. Após vistoria, o proprietário foi notificado a interditar e executar todas as medidas estruturais necessárias para garantir a a segurança e estabilidade da edificação. A erosão também atingiu uma segunda edificação localizada na Rua Roberto Senna. Os moradores então solicitaram apoio de assistência no local. A situação atual foi encaminhada para conhecimento da Defesa Civil para apoio junto à Administração Regional do Pinheirinho e sequência das ações conforme entendimento”, disse a Prefeitura de Curitiba, por meio de nota à Banda B.

Vídeo

Confira um vídeo registrado no local: