A Rede de Proteção Animal da Prefeitura de Curitiba atende gratuitamente, até esta sexta-feira (9), 300 animais da Regional Matriz no programa de castração. A ação acontece com o castramóvel estacionado na Praça Ouvidor Pardinho, no Rebouças.

Regional Matriz tem castração gratuita nesta semana. (Foto: Valdecir Galor/SMCS)

Os atendimentos acontecem para animais da região previamente inscritos no site da Rede de Proteção e com horários já agendados para a castração. As regionais Cajuru, CIC, Bairro Novo, Portão, Boa Vista e Tatuquara são as próximas a receber mutirões de castração até o final de 2019.

Sueli Kimiko Sasaoka, bióloga da Rede de Proteção Animal, explica que a castração dos animais é importante para a prevenção de doenças e para minimizar os riscos de abandono. “A castração previne doenças e minimiza os riscos de abandono, porque muitas pessoas acabam abandonando os bichos depois que eles começam a dar cria e não tem mais condições de cuidar de todos aqueles cães e gatos”, disse a bióloga.

O programa funciona com dois veículos que atendem as áreas Norte e Sul da cidade, além de clínicas veterinárias credenciadas para o serviço. Em dois anos, a Secretaria Municipal do Meio Ambiente atendeu mais de 34 mil cães e gatos de famílias beneficiadas por programas sociais, protetores de animais e ONGs ligadas à causa.

Novo site

O novo site da Rede de Proteção Animal da Prefeitura de Curitiba entrou no ar nesta terça-feira (6): protecaoanimal.curitiba.pr.gov.br. Além do layout e funcionalidades intuitivas, ficou mais fácil o acesso aos serviços prestados pelo município aos tutores e protetores de cães e gatos da cidade.

“Esse site novo ficou mais intuitivo e muito mais fácil de usar. Quem estava acostumado com o antigo, vai sentir uma grande diferença”, afirmou Sueli.

Entre os destaques, estão a inscrição e o agendamento online para os mutirões de castração. Com as mudanças, a expectativa é de que mais animais possam ser beneficiados pelo Programa.

“A plataforma vai tornar mais dinâmico o processo – tanto dos usuários como o das nossas equipes, que hoje fazem manualmente e por telefone todos os agendamentos”, explica o diretor de Pesquisa e Conservação da Fauna da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, Edson Evaristo.

Outra novidade do site é a possibilidade de os responsáveis conseguirem fazer o acompanhamento dos serviços prestados aos seus animais sempre que estiverem logados no sistema. O acesso pode ser feito pelo mesmo endereço.

Protetores – parceiros das ações do município – ganham uma área de cadastro independente, para inscrever cada um dos animais sob sua responsabilidade. As informações poderão ser atualizadas diretamente na plataforma, incluindo a transferência de responsabilidade em caso de adoção ou doação.

ONGs e prestadores de serviço da Rede de Proteção também ganham perfis diferentes nos cadastros.

Em razão da transição das plataformas, podem ocorrer algumas instabilidades nos primeiros dias. Em caso de dúvidas ou problemas, o cidadão pode entrar em contato com a Rede pelo telefone (41) 3350-8933.