Uma família do Jardim Monza, em Colombo, na região metropolitana de Curitiba (RMC), levou um susto na madrugada deste domingo (11). Por volta das 2h15, um veículo Uno invadiu o muro da residência e quebrou tudo. Segundo os moradores, o motorista saiu do carro desorientado, pedindo socorro, mas, logo depois, quis fugir. Impedido pela família, ele aguardou a chegada da polícia, mas foi liberado sem fazer o teste do bafômetro.

Carro invadiu o muro da residência – Foto cedida pelos mroadores

O acidente aconteceu na Rua Buenos Aires. Além do motorista, estava no carro também a esposa dele, que bateu a cabeça, mas não quis atendimento médico.

Um dos moradores, João Eduardo Muniz, contou que todos estavam assistindo televisão quando ouviram o estrondo. “Foi um barulhão. Saímos lá fora e vimos o motorista bem zonzo pedindo socorro. Tinha muito caco de vidro no chão e a mulher dele estava com galos na cabeça. Falamos que íamos chamar a polícia e ele começou a caminhar para ir embora. Daí eu e meu irmão conseguimos trazê-lo de volta e esperamos a chegada da polícia”, contou o morador.

Foto tirada neste domingo com o muro destruído – Foto cedida pela família

Segundo a família, assim que os policiais militares chegaram, anotaram o endereço dele, os documentos, deram um olhada no interior do veículo e acionaram o guincho, pois o veículo estava com a documentação irregular.

A família ficou indignada porque o motorista não fez o teste do bafômetro. “Pedimos aos policiais para ele fazer o bafômetro, mas disseram que iria demorar umas duas ou quatro horas pra chegar o aparelho se fosse pra fazer. O motorista só passou o endereço, que descobrimos hoje que era o antigo dele, e foi embora”, disse Muniz.

O muro da casa ficou destruído, assim como a caixa de luz que ficou pendurada. “E agora? Como vamos fazer com este prejuízo?”, completou o morador.

Por ser domingo, a Banda B não conseguiu contato com o 22º Batalhão da PM para esclarecer a versão da equipe sobre o atendimento. O espaço está aberto.