Um incêndio assustou visitantes do Zoológico de Curitiba no último domingo (27). Para o casal de idosos que trabalhava no local, porém, foi apenas o início de um grande transtorno. Inácia Bueno, de 73 anos, e o marido, de 80, usam o carrinho como satisfação de vida, mas também como fonte de sustento.

Reprodução

Filha de Inácia, Ivonete de Souza, contou que visitava a mãe quando encontrou o carrinho em chamas. “Eu fui ajudar ela e logo percebi um barulho estranho no gás. Em um primeiro momento, ela me disse que era normal, mas foi ver. Quando abriu, o fogo já subiu, atingindo a boca e os braços dela”, relatou.

Apesar de fisicamente bem, logo veio o medo do futuro. “Minha mãe ficou arrasada, triste. Já meu pai chorou muito, já que é uma atividade de anos. O prazer deles é vender esses doces”, disse Ivonete.

“Anjo na Terra”

Junto, o casal vende os doces há mais de 35 anos, então o incêndio de certa forma tirou o chão.

Mas ainda no local, uma pessoa se ofereceu para ajudar e a família aceitou. Ivonete contou que se surpreendeu. “No meio de tanta coisa ruim que a gente vê por aí, é bom saber que ainda há anjos na Terra. Ele comentou que o que presenciou foi muito triste, então estamos muito felizes pelo que está fazendo por nós”, concluiu a filha.

Socorrida pelo Siate, a idosa foi levada ao Hospital Evangélico, que é referência no atendimento de queimados. Inácia segue internada por ter sofrido uma lesão no pulmão.